facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 13 de Julho de 2024
13 de Julho de 2024

20 de Junho de 2024, 08h:15 - A | A

POLÍCIA / TIRO NO ROSTO

Empresário é assassinado após suposta "cantada" em bar

Um homem de 22 anos, foi preso e alegou que matou Clever Luciano Venâncio após ser assediado por ele.

THIAGO STOFEL
REPÓRTERMT



O proprietário de uma oficina identificado como Clever Luciano Venâncio, de 39 anos, foi assassinado com um tiro no rosto e teve o corpo abandonado em uma área de mata na tarde desta quarta-feira (19), em Lambari d’Oeste (319 km de Cuiabá). Um homem de 22 anos, foi preso e alegou que matou o empresário depois de ter levado "uma cantada" dele. 

De acordo com a Polícia Civil, o pai da vítima procurou a delegacia para comunicar o desaparecimento do filho. Ele contou que Clever costumava ligar para ele todos os dias, mas desta vez, não ligou e nem atendia o celular.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Após várias tentativas, um homem atendeu o celular do empresário e contou que encontrou o aparelho caído próximo de uma fazenda.

O homem que encontrou o celular informou aos policiais que caminhava pela manhã na MT-247, quando viu algo brilhando no chão, ao se aproximar encontrou o aparelho.

Policiais militares fizeram buscas na região e encontraram o carro de Clever abandonado. Em seguida, funcionários de uma cooperativa ligaram para polícia, informando que encontraram o corpo de um homem caído em uma área de mata.

No local, os policiais confirmaram que se tratava da vítima desaparecida.

Em rondas pela região, policiais militares abordaram um táxi que seguida na MT-170. Em entrevista com o passageiro, ele apresentou grande nervosismo com a abordagem e contradição nas informações que passava.

Ele acabou confessando o crime e disse que matou o homem porque ele teria sido assediado por Clever em um bar.

O criminoso foi preso em flagrante e levado à delegacia.

Comente esta notícia