Cuiabá, 09 de Agosto de 2022
logo

23 de Dezembro de 2017, 07h:50 - A | A

POLÍCIA / SEQUESTROU EMPRESÁRIA

Bandido que baleou policial na cabeça é o mais procurado do Estado

Kelves Golçalves da Silva sequestrou a empresária Milene Eubank e é apontado como autor de dois assassinatos. A Polícia pede que a população denuncie o paradeiro do criminoso.

RAUL BRADOCK
DA REDAÇÃO



Kelves Golçalves da Silva é considerado pela Polícia Civil de Mato Grosos, o bandido mais procurado pelas forças de Segurança do Estado. Ele participou do sequestro da empresária Milene Eubank e é apontado como ol autor do tiro que atingiu o rosto do investigador Sidney Ribeiro dos Santos, durante a ação de resgate da vítima. O policial ficou 10 dias em coma após ser atingido pelo tiro.

"É importante a participação da sociedade por meio de denúncias, pois ele é um elemento extremamente perigoso e que está foragido. Ele é o mais procurado pelo Estado atualmente”, afirma o delegado.

Ele é o único integrante do bando de sequestradores que continua foragido.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

>>> Receba notícias no Telegram e fique bem informado

O delegado Vitor Hugo Bruzulato Teixeira, da Delegacia de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos (DERF-VA), declarou ao que espera que a sociedade participe denunciando onde o criminoso possa estar escondido.

“O tiro que acertou o investigador Sidney saiu de uma pistola 9 milímetros que estava com o Kelves. É importante a participação da sociedade por meio de denúncias, pois ele é um elemento extremamente perigoso e que está foragido. Ele é o mais procurado pelo Estado atualmente”, afirma o delegado.

“Fizemos a saturação, com trabalho integrado com outas unidades da Polícia Civil e com apoio do Ciopaer, mas sem êxito. Os trabalhos continuam até a localização”, concluiu o Victor Hugo.

Antes do sequestro, já ficou comprovada a participação de Kelves em dois assassinatos em Cuiabá. O bandido de alta periculosidade é membro da facção criminosa Comando Vermelho, estava preso, mas foi solto e participou do sequestro da empresária Milene Eubank no mês de novembro.

Apesar dos dois homicídios, as únicas duas vezes em que Kelves deu entrada na Penitenciária do Estado (PCE) foram pelos crimes de tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo.

Caçada

No início da noite de quinta-feira (21), a Polícia Civil, com reforço de um helicóptero, prendeu Aeke Ruan Veríssimo Pereira, 19 anos, no apartamento de uma tia, no condomínio Piazza Di Napoli, localizado na região do Bairro Porto, em Cuiabá. 

Na mesma ação, foram feitas buscas a Kelves, no bairro Ouro Fino, em locais onde ele possivelmente estaria escondido, porém, o criminoso não foi localizado.

“Fizemos a saturação, com trabalho integrado com outas unidades da Polícia Civil e com apoio do Ciopaer, mas sem êxito. Os trabalhos continuam até a localização”, concluiu o Victor Hugo.

O caso

A empresária do ramo de telefonia foi sequestrada na tarde de 17 de novembro, em frente ao Colégio Maxi, no bairro Quilombo, região nobre de Cuiabá. Durante a ação de resgate, na madrugada do dia seguinte, houve troca de tiros e o investigador Sidney foi baleado na cabeça.

No mesmo dia, o policial deu entrada no Pronto-Socorro de Cuiabá onde passou por uma neurocirurgia para a retirada de um projétil, que ficou alojado na cervical.

Ele ficou em coma por dez dias, passou por cirurgia e está internado no Hospital São Benedito, em Cuiabá. O investigador já consegue falar e movimentar parcialmente braços e pernas.

Leia mais

Bandido que sequestrou empresária estava escondido em condomínio no Porto

Polícia prende bandido que sequestrou empresária em Cuiabá

Bandido que deixou policial em coma já havia matado duas pessoas

Bandido que atirou em policial é o mesmo que degolou taxista e postou na internet

Preso oitavo bandido que participou do sequestro de empresária

Comente esta notícia