Cuiabá, 02 de Outubro de 2022
logo

22 de Setembro de 2022, 10h:00 - A | A

PODERES / O REPÓRTERMT MOSTROU

Presidente do TRE admite: Assassinato em Confresa cometido por esquizofrênico não foi por política

Caso teve ampla repercussão na mídia nacional, que mostrou o fato como sendo bolsonarista que mata lulista. O site mostrou que o assassino é esquizofrênico e teve internação negada pela Justiça antes do crime; "Mataria até por uma balinha", disse médico

APARECIDO CARMO
DO REPÓRTER MT



O presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT), desembargador Carlos Alberto Alves da Rocha, declarou que não há indícios de que a morte trabalhador rural Benedito Cardoso dos Santos tenha disso causada por razões políticas. Benedito foi morto pelo colega de trabalho Rafael Silva de Oliveira no último dia 7 de setembro em Confresa. O autor do assassinato é esquizofrênico.

Como mostrou o Repórter MT em primeira mão, a família de Rafael já vinha brigando na justiça para internar compulsoriamente e chegou a apresentar laudo médico que dizia que ele apresentava ideal homicida, delírios de perseguição e que precisava ser internado com urgência.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

“Está polarizada as coisas da política. Você olha esse caso em Confresa e vê que a briga poderia ter sido até por uma discussão, mas não foi conotação política. Eu estava lendo a denúncia ontem e não consta nada de política”, disse o magistrado em referência à ação apresentada pelo Ministério Público estadual, que denunciou Rafael por homicídio triplamente qualificado, por motivo fútil, meio cruel e que dificultou a defesa. Além disso, o MP solicitou à justiça que a sanidade mental do criminoso seja avaliada. 

“Como é que você vai dizer que aquilo lá é uma briga política? Inclusive, eu andei lendo, me aprofundei um pouquinho mais, até porque é preocupante, se isso começa a ocorrer. (...) Esse cidadão [Rafael] tem problema de esquizofrenia. Dias antes, a família tinha pedido para ele ser internado em uma clínica do Estado”, disse o desembargador. O site RepórterMT mostrou que o assassino tinha desejo de matar, conforme o laudo médico. "Mataria até por uma balinha", disse médico Werley Peres, que assinou o documento pedindo internação. Leia e veja o laudo neste link: - Laudo de psiquiatra alertou que Rafael tinha delírios de perseguição e poderia matar; Veja.

Conforme a denúncia protocolada pelo Ministério Público, Rafael Silva de Oliveira agiu “com desejo assassino”, matou por “motivo fútil” e ao constatar que a vítima ainda estava viva, “desferiu-lhe mais um golpe fazendo uso de outra arma branca (machado), revelando brutalidade fora do comum e em contraste com o mais elementar sentimento de piedade”.

Rafael Silva de Oliveira confessou o crime e está preso aguardando julgamento.

LEIA MAIS SOBRE O CASO:

- Assassino tem esquizofrenia; família alertou que ele tinha intenção de matar e juiz negou internação

- Esquizofrênico que matou colega de trabalho com 15 facadas é denunciado pelo MP; Briga por política é descartada

Comente esta notícia

wesley pablo de souza 22/09/2022

Parabéns ao jornal por mostrar a verdade e não ser tendencioso como outro veículo de notícias do MT, parei até de visualizar inclusive o outro, pois vejo muita tendenciosidade e fakenews no outro. Meus parabéns ao verdadeiro jornalismo.

1 comentários

1 de 1