Cuiabá, 09 de Dezembro de 2022
logo

15 de Dezembro de 2016, 09h:30 - A | A

POLÍTICA / SERVIDOR DE CARREIRA

Deputados sabatinam e validam nome de novo diretor da Ager

O servidor Luiz Arnaldo Faria de Melo vai ocupar a diretoria de regulação de transportes

DA REDAÇÃO



O contabilista e servidor de carreira da Agência Reguladora do Estado de Mato Grosso (Ager), Luiz Arnaldo Feria de Melo, foi aprovado para ocupar a diretoria de regulação de transporte, após passar por sabatina na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT). Os deputados estaduais realizaram a sabatina durante sessão ordinária nesta quarta-feira (14) e, em seguida, aprovaram seu nome para o cargo em sessão extraordinária.

“Os desafios são imensos e os esforços não serão poupados. A Ager conta com excelente quadro técnico, com profissionais das mais diversas áreas, mesmo que em número insuficiente”.

Luiz Arnaldo Faria de Melo foi indicado pelos colegas servidores e teve o nome aprovado pelo governador Pedro Taques (PSDB).

Antes de assumir, porém, o candidato ao posto de diretor precisou passar pelo crivo dos deputados. Durante sua apresentação, Luiz Arnaldo destacou os trabalhos realizados pela Ager na normatização, regulamentação e fiscalização de serviços no Estado, sobretudo na área de transporte, onde irá atuar.

Estão entre as competências da diretoria de transportes, a fiscalização do transporte coletivo intermunicipal de passageiros, as concessões rodoviárias e o serviço de travessia de balsa.

Segundo Luiz Arnaldo, apesar das dificuldades enfrentadas pelo órgão, como falta de recursos humanos e baixo orçamento, ele garante que não irá medir esforços para garantir uma prestação de serviços de qualidade.

“Os desafios são imensos e os esforços não serão poupados. A Ager conta com excelente quadro técnico, com profissionais das mais diversas áreas, mesmo que em número insuficiente”.

O deputado estadual, José Domingos Fraga (PSD), questionou Luiz Arnaldo se a execução de todos os serviços que competem à agência está comprometida pela falta de recursos. “Sabemos do baixo orçamento e quadro diminuto de funcionários. Como as tarefas vêm sendo executadas?”, questionou o parlamentar.

Luiz Arnaldo concordou que alguns serviços estão comprometidos, como de fiscalização por amostragem, mas que a agência opta pelos compromissos mais relevantes para a população e para o Estado.

O deputado Pedro Satélite (PSD) perguntou sobre a descrição da diretoria que ocuparia, de regulamentar o transporte rodoviário de passageiros, concessões de rodovias e o transporte de balsas.

Já o deputado Sebastião Rezende (PSC) destacou que a obrigatoriedade do cargo de diretor de regulação ser ocupado por um profissional de carreira foi uma conquista da Casa de Leis. “O servidor de carreira tem compromisso com a instituição e com o serviço realizado”.

 

Após a sabatina, o deputado Eduardo Botelho (PSB), que presidiu a sessão, convocou os deputados para uma sessão extraordinária na sequência, na qual realizou a votação pela aprovação ou veto a Luiz Arnaldo Faria de Melo. O diretor foi aprovado por todos os 13 deputados presentes.

Comente esta notícia