Cuiabá, 06 de Julho de 2022
logo

26 de Dezembro de 2021, 08h:00 - A | A

ENTREVISTA / ASSISTA AQUI

Pediatra defende imunização de crianças contra a covid: "Nenhuma dessas vacinas é experimental"

Membro da Câmara Técnica, que assessora o Ministério da Saúde, Natasha Slhessarenko critica politização sobre vacinação de crianças contra a covid

MÁRCIA MATOS
DA REDAÇÃO



A médica pediatra Natasha Slhessarenko, que pertence à Câmara Técnica, que assessora o Ministério da Saúde, em relação às vacinas contra a covid-19, defende a imunização de crianças de 5 a 12 anos e critica a politização em torno da liberação no Brasil.

“Tudo (na pandemia) infelizmente acaba partindo para o campo ideológico e político. O que não devia ser, porque a gente está aqui só para contribuir. A medicina sempre foi e sempre será  a favor da vida e a favor do paciente”, declarou .  

Em entrevista, ela argumenta a necessidade da imunização de crianças e adolescentes, já que representam 25% da população brasileira. Ela comenta que vários países têm vacinado as crianças e evitado óbitos e apela que a população não considere que isso esteja sendo feito de forma experimental.

“Nenhuma dessas vacinas é experimental. Não se pode dizer isso. Na Câmara Técnica tem pessoas do mais alto nível e quilate, que estão ali para discutir”, argumentou.

Assista aqui:

 

 

 

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Comente esta notícia

Maria 27/12/2021

Essa médica tem várias especialidades, o sobre nome já é bem popular. Ela que leve os filhos delas ,os sobrinhos e netos,mas as crianças da minha família não irão tomar. Pode me criticar e chamar do que quiser.

Ana Marques 26/12/2021

Não é experimental? A farmacêutica não sabe nEm quantas doses serão necessárias.

Beto 26/12/2021

Vacina é quando se toma e fica imunizado, não se pega e nem transmite. Já esta que estão aí, a toda hora tem que tomar dose de reforço.

3 comentários

1 de 1