Cuiabá, 06 de Dezembro de 2022
logo

17 de Dezembro de 2016, 19h:25 - A | A

POLÍTICA / DANÇA DAS CADEIRAS

Governador nomeia delegado para o Gabinete de Transparência

Fausto José Freitas da Silva, da Polícia Civil, vai ocupar, a partir de terça-feira (20), o cargo deixado pela economista Adriana Vandoni

DA REDAÇÃO



O governador Pedro Taques (PSDB) anunciou, por meio do Gabinete de Comunicação Social (GCom), no começo da noite deste sábado (17), que vai nomear o delegado Fausto José Freitas da Silva, da Polícia Judiciária Civil, para ocupar, a partir de terça-feira (20), o cargo de secretário do Gabinete de Transparência e Combate à Corrupção (GTCC) do Governo do Estado.

O policial assumirá no lugar da economista Adriana Vandoni, que pediu exoneração.

Fausto Freitas será remanejado da presidência do Instituto de Terras de Mato Grosso (Intermat), cujo novo titular será anunciado na próxima semana pelo governador.

Até lá, responderá pelo órgão o também delegado da Polícia Civil, Silvio do Valle.

Ao anunciar o delegado Fausto Freitas para o GTCC, Pedro Taques reafirmou a determinação para que o Governo dê continuidade e fortaleça a política de compliance e combate à corrupção no âmbito do Estado, segundo nota divulgada pelo GCom.

Adriana Vandoni, anunciou, na tarde deste sábado (17), que está deixando o cargo, que ocupa desde o começo de 2015.

O pedido de desligamento foi comunicado ao governador Pedro Taques no último dia 9 e formalizado na sexta-feira (16).

Em um post na sua página no Facebook, a economista disse que seu ciclo no Governo "chegou ao fim”. 

O Governo informou que Adriana Vandoni apresentou seu pedido de exoneração do cargo para "tratar de assuntos familiares e acadêmicos".

Comente esta notícia

Luciano 18/12/2016

Um absurdo Cuiabá não ter ninguém a nível de ocupar uma secretaria. Se não bastasse a deficiência que temos no quadro de delgados delegados de Polícia no estado bancar 2 salários. Outro fator preponderante é que um delegado não tem formação pro cargo que vai ocupar não tem conhecimento nenhum da pasta. Governador faça um secretariado competente e não de investigador

1 comentários

1 de 1