Cuiabá, 02 de Julho de 2022
logo

Quarta-feira, 16 de Novembro de 2011, 08h:33 - A | A

LATROCÍNIO

Marido assiste esposa sendo esfaqueada e morta dentro de casa

Quadrinha armada roubou residência e matou mulher durante a madrugada no bairro Jardim Presidente I

MAYARA MICHELS

Mais um caso de latrocínio – roubo seguido de morte – foi registrado nesta madrugada na Capital. Quatro homens armados invadiram uma residência no bairro Jardim Presidente I, por volta das 1h23, para roubar o veículo da família. A quadrilha foi surpreendida com a família que acordou com a invasão. Um dos criminosos armado com uma faca desferiu 17 facadas na mulher enquanto o marido era segurado pelos outros bandidos. Angela teria reagido.

Assim que a esposa já estava morta, ele foi trancado no quarto junto com os filhos e os criminosos roubaram eletroeletrônicos da família e colocaram em uma caminhote S10 da vítima. Parte do bando fugiu em um veículo Golf que fazia cobertura na frente da casa e outros dois integrantes fugiram na caminhonete S10 placa NJJ 6603 da família.

Vizinhos ao escutar os gritos na residência, acionaram a polícia. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) também foi ao local, mas a proprietária já estava morta. O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML).

O marido e os filhos foram levados à delegacia para prestarem depoimentos. Todos eles estavam em estado de choque. A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) investiga o caso.

DADOS

Este é o 22º latrocínio registrado na Grande Cuiabá. Enquanto que no mesmo período do ano passado, apenas 11 casos.

O coronel da PM Zaqueu Barbosa, em entrevista ao RepórterMT, voltou a lembrar a população que, em caso de assalto, não se pode reagir, em hipótese alguma. Segundo o coronel, nenhuma vítima tem preparo emocional para enfrentar tal situação.

"A pessoa tem que obedecer às determinações do bandido que pratica o delito, evitar movimentos bruscos e principalmente manter calma para coletar o máximo de informações do criminoso para passar a polícia posteriormente", explicou o coronel.

Leia mais: Crime de latrocínio aumenta 91% na Grande Cuiabá

Comente esta notícia

Paulao 16/11/2011

Concordo com Hélio, bandido bom é bandido morto

Cecilia Ribeiro 16/11/2011

cade a segurança?????secretário, acorda.ja tivemos

helio 16/11/2011

o que tem que fazer coronel e matar todos os homicidas coronel. não dá mais para enrolar. bandido bom infelizmente somente o morto. ou a sociedade exige sua segurança ou continuaremos a ser amansados e adestrados com esse tipo de fala que frente a criminosos recidivantes e sem alma de altissima periculosidade, não tem nenhum efeito. matam sem piedade. Como podemos então sermos piedosos??? Olho por olho, dente por dente.

Aline Cristine Lemes Fernandes 16/11/2011

Meus Deus, não temos mais segurança nem dentro de casa. O podemos esperar é a segurança divina, pq a da terra está precária.

4 comentários

1 de 1