Cuiabá, 06 de Outubro de 2022
logo

19 de Novembro de 2013, 11h:31 - A | A

JUDICIÁRIO / MORTE DE AURO IDA

Julgamento de acusados será dia 6 de Dezembro

Assassinato do jornalista Auro Ida custou uma pistola 380; Polícia crê em crime passional

MAYARA MICHELS
DA REDAÇÃO



Está marcado para o dia 6 de Dezembro o julgamento dos envolvidos na morte do jornalista Auro Ida, assassinado no dia 21 de Julho de 2011. Auro foi morto por volta das 22h50, momento em que deixava a "namorada" Bianca Nayara Correa de Souza, 19, em casa, no bairro Jardim Fortaleza.

A sessão será presidida pela juíza Mônica Catarina Perri. Quem vai a júri é Alessandro Silva da Paz, acusado de ser um dos mandantes da morte do jornalista, executado por Evair Peres Madeira Arante, vulgo Baby. Alessandro está preso na Penitenciária Central do Estado e vai ser julgado a partir das 8h.

De acordo com o processo, a execução do jornalista foi a mando de Rubens Alves de Lima, ex-marido de Bianca. Além de Rubens, outras duas pessoas participaram do crime. Além do mandante estão presos o pistoleiro Evair Peres Madeira, o “Baby”, e o intermediário, Sandro da Silva, responsável em localizar Evair, que aceitou a proposta de crime de encomenda.

Desde o início das investigações, os policiais já sabiam que era Beibe o autor do assassinato, mas a principal testemunha, a namorada de Auro, a jovem Bianca Nayara, de 19, resistia em fazer o reconhecimento. Assim que ela confirmou que era Baby, o delegado Antônio Carlos Garcia descobriu que se tratava de um crime de mando, havendo também a figura do intermediário.

Comente esta notícia