facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 21 de Junho de 2024
21 de Junho de 2024

14 de Dezembro de 2022, 16h:00 - A | A

GERAL / "AUTORIZAÇÃO PARA MATAR"

Deputados de Goiás aprovam “bolsa” de R$ 2 mil para mulheres vítimas de violência comprarem armas

Segundo o deputado Major Araújo, autor da proposta, o objetivo o combate à violência doméstica; o PL foi encaminhado para o governador que pode vetar ou não

ARIENY ALVES
DO G5 NEWS



Um projeto polêmico, do deputado Major Araújo (PL), que cria uma bolsa para mulheres vítimas de violência doméstica, foi aprovado durante sessão plenária na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) na última terça-feira (13).

A propositura havia sido apresentada em maio de 2020 por Araújo e, segundo o deputado, o projeto é importante para reforçar o combate à violência.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Segundo a matéria, o auxílio será de R$ 2 mil para as mulheres e deverá ser pago o valor integral em parcela única. A regra do projeto é que as mulheres que foram vítimas de violência doméstica ou violência ocorrida “em razão de ser mulher”, podem solicitar o benefício a partir do indiciamento do autor do crime.

“É uma medida extrema. Seria desnecessário se as medidas adotadas até hoje tivessem eficácia. Deve ser adotada para que ela tenha oportunidade de se defender, em legítima defesa”, destacou Major Araújo.

Para solicitar o auxílio, basta possuir os requisitos:

· Ter mais de 21 anos de idade;

· Residir em Goiás há pelo menos 3 anos (e apresentar documento que comprove);

· Não ter passagem policial pela prática de crimes;

· Comprovar saúde psiquiátrica e psicológica;

· Ter preparo para manusear arma e habilitação em tiro, ministrada gratuitamente pelo estado de Goiás;

· Não ter outro registro de arma de fogo.

Leia mais em G5 News

Comente esta notícia