facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 25 de Maio de 2024
25 de Maio de 2024

27 de Novembro de 2010, 16h:25 - A | A

POLÍTICA /

Jaime aceita se aliar a Silval mas diz não querer cargos no Staff em troca



POLLYANA ARAÚJO
OLHAR DIRETO

O senador Jaime Campos (DEM) aceitou o convite para integrar o governo Silval Barbosa (PMDB), mas adiantou que não quer cargos em troca de apoio. O líder democrata, que no processo eleitoral deste ano pediu voto para o candidato do PSDB ao Palácio Paiaguás, Wilson Santos, argumenta que a democracia é um regime que não tolera inimigos, apenas oponentes.

O parlamentar avalia que a atitude trará resultados positivos para o Estado e que essa mudança não representa a busca de vantagens para seu grupo político. “Não queremos cargos; queremos sim, encargos... Tarefas!”. A intenção, segundo ele, é dividir responsabilidades com o governador Silval no Senado, principalmente para angariar recursos às áreas da educação, saúde, segurança pública, geração de empregos e infraestrutura.

Jaime, que teve várias divergências com o ex-governador Blairo Maggi (PR), faz rasgados elogios a Silval, que, segundo ele, rompeu um ciclo de gestores “que se diziam avessos às práticas políticas e inaugurou um novo tempo de diálogo e entendimento com todos os setores democráticos de nossa sociedade”.

Fez questão de frisar de que essa é uma postura individual e que buscará colaborar com o governo eleito na busca de recursos para o desenvolvimento de Mato Grosso. Defendeu ainda a "lealdade entre adversários" para que se preservem os interesses da coletividade.

Comente esta notícia