Cuiabá, 29 de Janeiro de 2023
logo

17 de Novembro de 2014, 21h:58 - A | A

POLÍTICA / FRAUDE EM COOPERATIVA

CPI define nesta terça-feira lista de convocados para depor; Expectativa é quanto a Eraí Maggi

Também podem ser convocados servidores da Secretaria de Fazenda do Estado (Sefaz), outros integrantes da Cooperativa e outros que tenham informações importantes para a investigação.

MARCIA MATOS
DA REDAÇÃO



A reunião, que será realizada nesta terça-feira (18), dos membros da Comissão de Inquérito Parlamentar (CPI) que irá investigar a suposta sonegação fiscal do maior produtor de soja do mundo, Eraí Maggi (PP), a partir das transações da Cooperativa Agroindustrial de Mato Grosso (Cooamat), deve definir quem serão as pessoas 'convidadas' para prestar esclarecimentos na Assembleia Legislativa.

No encontro, os membros devem definir um cronograma das oitivas. A expectativa é de que Eraí Maggi seja um dos convocados pela CPI.

Além do rei da soja, o presidente da CPI, deputado Alexandre César, declarou que também podem ser convocados servidores da Secretaria de Fazenda do Estado (Sefaz), outros integrantes da Cooperativa e outros que tenham informações importantes para a investigação.

Programada para durar 40 dias, as reuniões da CPI serão realizadas todas as terças e quintas-feiras, às 15h.

Na segunda reunião também serão apresentados os requerimentos para busca de informações.

SUPOSTA SONEGAÇÃO

A suspeita é que a cooperativa é usada para operações fraudulentas que chegariam a R$ 500 milhões. De acordo com Riva, as denúncias são graves, e constam mais de 200 procedimentos e infrações na Sefaz. Riva já protocolou a denúncia na Delegacia Especializada em Crimes Fazendários (Defaz). 

Além do deputado Alexandre César (PT), que assumiu a presidência da CPI, também participam do grupo o deputado Jota Barreto (PR), que assumiu o posto de relator e figuram como membros da Comissão os deputados José Riva (PSD), Emanuel Pinheiro (PR), e Dilmar Dal Bosco (DEM).

Comente esta notícia