facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 23 de Junho de 2024
23 de Junho de 2024

19 de Dezembro de 2022, 14h:48 - A | A

POLÍCIA / VEJA O VÍDEO

Diretor de TV socorreu mulher de apresentador; "Ela saiu com ele do hospital e não quis ir à Polícia", diz

Alessandro Oliveira, diretor de jornalismo da TV Vale, afiliada da Record TV, se pronunciou sobre demissão de Lucas Ferraz.

JOÃO AGUIAR
DO REPÓRTERMT



Alessandro Oliveira, diretor de jornalismo da TV Vale, afiliada da Record TV em Tangará da Serra (239 km de Cuiabá), usou as redes sociais para se pronunciar sobre a demissão do apresentador Lucas Ferraz, acusado de agredir a esposa, de 20 anos, na noite de sábado (17).

O diretor de jornalismo classificou o fato como “lamentável”, disse que acolheu a vítima enquanto ela recebia atendimento, mas a mulher preferiu deixar o hospital sendo acompanhada por Ferraz. “Ela entrou em contato com a gente e de imediato já fizemos todo amparo da vítima. Eu acolhi ela, levei no hospital, acompanhei. Lembro, ainda, que ela não quis representar contra o apresentador”.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

“Então, diante desses fatos, quando tivemos conhecimento no sábado à noite, de imediato tomamos todas as atitudes cabíveis. Acompanhei ela no hospital, ela foi medicada, a Polícia Militar esteve no local somente realizando boletim de ocorrência, que atendeu a denúncia realizada por um médico de pronto-atendimento. Ela não quis representar contra o apresentador e posteriormente, depois de ser atendida, depois de todo amparo, ela quis retornar para sua residência junto com ele. E eles seguem a vida”, contou Alessandro.

Leia mais

Apresentador é acusado de agressão contra esposa e demitido de TV

Apresentador já foi demitido após acusação de ameaça

O diretor de jornalismo ainda ressaltou que a TV Vale Record tem o enfrentamento à violência contra mulher como uma das pautas e que “não compactua com esse tipo de atitude”.

“Eles seguem a vida, porém, a TV Vale Record não compactua em momento algum com esse tipo de atitude. Por isso nós, enquanto emissora, enquanto grupo agora de comunicação, tomamos sim a atitude de fazer o desligamento do apresentador da nossa empresa. A partir de hoje ele não tem nenhum vínculo com a empresa.”

“Continuaremos com essa missão, levando informação, levando notícia e defendendo essa importante causa que cada dia mais aumenta em nossa sociedade. Mais uma vez, lamento e repudio toda atitude de qualquer tipo de violência e agressão contra a mulher”, acrescentou.

Veja o vídeo:

Registro na PM

Segundo o registro feito pela Polícia Militar sobre o caso, na noite de sábado (17), a esposa de Lucas teria dado entrada em uma Unidade de Pronto Atendimento com sinais de violência física. A direção da unidade de saúde acionou a PM, que conversou com a mulher.

Aos policiais, a vítima, que tinha diversos hematomas e inchaços no rosto, contou que estava com Lucas em uma confraternização quando teve início uma discussão motivada por ciúmes da parte dele. Irritado, o apresentador teria dado socos no rosto da esposa, causando as lesões.

Duas testemunhas confirmaram a versão da mulher, ainda de acordo com o boletim de ocorrência. O boletim termina dizendo que “o agressor/suspeito tomou rumo ignorado”.

Demissão

Lucas Ferraz era apresentador do programa Cidade Agora, mas segundo nota emitida pelo Grupo Agora de Comunicação, o profissional não faz mais parte da equipe da emissora desde esta segunda-feira.

“A decisão foi tomada após uma denúncia feita contra ele, envolvendo violência doméstica contra sua atual esposa neste último final de semana”, esclarece a emissora. No documento divulgado, o grupo ressalta que é contra qualquer tipo de violência, “em especial contra a mulher” e tem “total repúdio” pelo ocorrido.

Versão do apresentador

Nas redes sociais, Ferraz se defendeu dizendo que a história é uma “fake news” e que está sendo vítima da ação de "haters" na internet. Publicou um vídeo ao lado da esposa, em local bastante escuro, e negou as acusações.

“Tem um monte de site ligando agora, tentando entrar em contato aqui perguntando que história é essa que minha esposa estaria supostamente hospitalizada, em um hospital, depois de sofrer isso e aquilo e eu estaria foragido da polícia. Tem gente na internet agora me julgando, sentenciando e condenando. Os haters da internet. Rapaz, vão procurar o que fazer! Fake news é crime. Tem gente que quer prejudicar a vida dos outros, prejudicar a carreira dos outros, a família dos outros. Vocês vão procurar o que fazer, rapaz. Tem muita gente que torce contra, torcendo mesmo, sabe, para que o cara seja uma pessoa errada, torta. Mas pelo amor de Deus, rapaz, me respeita. Eu tenho minha família, tenho minha esposa, tenho meu filho. Vão procurar o que fazer”, disse.

Comente esta notícia