Cuiabá, 05 de Dezembro de 2022
logo

06 de Dezembro de 2016, 17h:10 - A | A

POLÍCIA / VEJA VÍDEOS

Acusado de estupro, vereador se apresenta à Polícia e fica preso no Carumbé

O vereador Chico 2000 é acusado de estuprar a enteada de 11 anos. Ele também é investigado por outros crimes sexuais.

LUIS VINÍCIUS
DA REPORTAGEM



O vereador Chico 2000 (PR) se apresentou à Polícia Civil, na tarde desta terça-feira (6), após ter o mandado de prisão temporária decretado contra ele, neste domingo (4).

Ele é acusado de  de abusar sexualmente de sua enteada de 11 anos. O vereador também é investigado por outro crime sexual.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

O parlamentar se apresentou na Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Deddica) e será encaminhado ao Centro de Custódia de Cuiabá, anexo ao antigo Presídio Carumbé.

Assim que chegou, acompanhado do advogado e do neto, o parlamentar negou as acusações, que segundo ele, são infundadas. Aparentando tranquilidade Chico 2000 disse que desconhece qualquer outra investigação contra ele e negou que estivesse foragido, já que não sabia da decisão da Justiça.

Quando questionado sobre o que teria causado a denúncia, negada por ele, o vereador argumentou que não pode se manifestar sobre o caso porque envolve menor de idade.

"Do outro lado existe uma menor e qualquer coisa que eu fale será levada como contra ela, e eu não vou descumprir a lei", declarou.

Chico 2000 era considerado foragido da Justiça, desde que oficiais procuraram e não encontraram em sua casa e seu gabinete na Câmara Municipal de Cuiabá, nesta terça-feira (6).

O suposto abuso, segundo a menor, teria ocorrido no dia 11 de novembro, durante a festa de aniversário da mãe, realizada na casa do vereador.

A denúncia foi registrada em boletim de ocorrência no último dia 16 de novembro.

Outros casos

O delegado Eduardo Botelho, titular Deddica afirmou que pediu a prisão para outras possíveis vítimas não se sintam intimidadas pelo poder político e financeiro do acusado e possam prestar depoimento.

"Existem denúncias sobre possíveis abusos praticados por ele contra outras vítimas".

A prisão do vereador é medida preventiva válida por 30 dias e que pode ser prorrogada por outros 30 dias.

 

Veja vídeo 

Álbum de fotos

RepórterMT

RepórterMT

RepórterMT

RepórterMT

RepórterMT

Comente esta notícia

Júlio Santos 07/12/2016

Então sra Fátima Penha, defensora dos pobres, humildes e coitados, segundo a polícia mais pessoas denunciaram o vereador. Essas novas denúncias é também palhaçada do pai da menininha?

fatima penha 07/12/2016

isso é uma pura palhaçada que tão fazendo com Chico conheco há muito tempo e tenho absoluta certeza que jamais ele faria isso, quem tem que ir preso é o pai e essa tal tialinhar e até essa meninninha. que de menininha não tem nada...... eita justiceira de mera qualidade investiga melhor hem....

Tenho dito 06/12/2016

Com a palavra os eleitores do Chico 2000. Estão satisfeitos agora?

3 comentários

1 de 1