Cuiabá, 09 de Agosto de 2022
logo

21 de Dezembro de 2017, 07h:00 - A | A

PODERES / NINHO DE SERPENTES

Pedro Taques: não administro o Estado para o PSDB

De acordo com o governador Pedro Taques, a desavença foi com o ex-presidente estadual da sigla, o deputado federal Nilson Leitão.

CAROL SANFORD
DA REDAÇÃO



O governador Pedro Taques (PSDB) comentou que o desentendimento com líderes tucanos foi motivado por reivindicações de mais espaço na administração estadual. Este teria sido um dos motivos que o levou a considerar deixar o partido.

“O Nilson Leitão tem uma posição e eu tenho outra no PSDB. Discutimos a condução do partido no Estado, mas não posso administrar Mato Grosso para o PSDB. Administro para os mato-grossenses”, disse o governador.

De acordo com Taques, a desavença foi com o ex-presidente estadual da sigla, deputado federal Nilson Leitão.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

>>> Receba notícias no Telegram e fique bem informado

“O Nilson Leitão tem uma posição e eu tenho outra no PSDB. Discutimos a condução do partido no Estado, mas não posso administrar Mato Grosso para o PSDB. Administro para os mato-grossenses”, disse o governador, em entrevista para a TV Vila Real.

Apesar do desentendimento, o gestor garantiu que os dois conversaram de forma amistosa e respeitosa, buscando o entendimento dentro da legenda. Outro motivo foi a tentativa de Leitão de querer ser um dos candidatos ao Senado na chapa aliada ao governador, o que poderia trazer problemas nas tratativas com os demais partidos para as próximas eleições.

Taques considerou existir a possibilidade, mas disse que prefere evitar falar de eleição até abril de 2018.

“A história nos conta ser possível dois candidatos do mesmo partido em chapa majoritária. Tivemos Dante [de Oliveira] ao Governo e Antero [Paes de Barros] ao Senado pelo PSDB, em 1998, por exemplo”, comentou.

“Mas só vamos tratar de eleição depois da Semana Santa. No momento, sou candidato a melhor governador de Mato Grosso”, completou Pedro Taques.

Ele ainda deve se reunir com líderes do PSDB nacional para tratar da permanência no partido.

Comente esta notícia

Fabio...vg 24/12/2017

Deixa esse alienado Mega manico..vasar do partido,vamos com LEITÃO nosso futuro senador..

roberval 21/12/2017

Espero que tenha essa mesma energia tambem no sentido do sistema penitenciário...Por que políticos começaram a ditar regra de quem.entra e quem sai nas gestões do sistema..E digo aonde político coloca o dedo em setores da segurança publica PM, PJC e SISPEN sistema penitenciário a probabilidade e grande de dar merda....Espero que tenha esse mesmo sentido no sistema penitenciário por que as merdas estão a vista..E deputados indicando quem fica quem sai...Ta virando a casa da mãe joana...Resumindo a patifaria ta voltando...aonde diretores etc estao sendo escolhidos por padrinho politico e nao por competência..Resumindo uma salada...

Militante 21/12/2017

A única serpente no ninho tucano é o Taques. O governador vive dizendo que vai deixar o PSDB. Vai pra onde? O Blairo não o quer no PP, o Jayme não o quer no DEM, o Wellington Fagundes não o quer no PR, o Bezerra não o quer no PMDB. Vai ir pra onde governador? Se liga!

Túlio 21/12/2017

Péssimo gestor público. Escândalo Seduc, escândalo dos grampos, contrato "emergencial" de combustível sem licitação, escândalo FAESPE, ex-coordenador de campanha condenado, ex-secretário de Educação condenado, ex-comandante geral da PM preso, ex-secretário de Justiça preso, ex-chefe da Casa Militar preso.

Dr Davi 21/12/2017

O problema do Taques está na falta de credibilidade que tem refletido no seu próprio grupo. O prefeito de Cáceres, município em que Taques obteve a maior votação proporcional no Estado, realizou uma pesquisa interna que demonstrou uma rejeição próxima de 70% para o governador e por esta razão deve voltar para o seu antigo partido, PMDB, para sair candidato a federal. O Nilson Leitão deve migrar para o PMDB ou PR para sair candidato ao senado, o Maluf estuda pra qual partido deve migrar. O Mauro Mendes deve ser candidato a governador pelo PR ou PP. O Oscar Bezerra também abandonou o barco.

alexandre 21/12/2017

não gosto da gestão do taxis, mas o leitão escravocrata tá muito queimado, nenhum dos dois se elege...

Cleber 21/12/2017

O governador de Mato Grosso está certo ele administra Mato Grosso para todos os partidos e não só para um partido, e principalmente para a população de Mato Grosso.

7 comentários

1 de 1