Cuiabá, 20 de Agosto de 2022
logo

30 de Dezembro de 2017, 14h:05 - A | A

PODERES / R$ 171,5 MIL

Nilson Leitão é o deputado de MT com maior gasto em viagens em 2017

No total, os sete deputados de Mato Grosso gastaram R$ 723,7 mil com passagens e viagens.

CAROL SANFORD
DA REDAÇÃO



O deputado federal Nilson Leitão (PSDB) foi o que mais gastou com passagens aéreas em 2017. O parlamentar utilizou R$ 171,5 mil da cota parlamentar com viagens de avião. No total, os sete deputados de Mato Grosso gastaram R$ 723,7 mil com passagens e viagens.

Os dados constam no portal da Câmara Federal e são referentes aos meses de janeiro a novembro deste ano. O mês de março foi em que mais houve gasto no gabinete de Leitão, com viagens que somaram R$ 25,2 mil.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

O segundo com mais despesa em viagens e passagens foi o deputado Fábio Garcia (sem partido), que utilizou o valor de R$ 101,8 mil da cota parlamentar. O mês que o parlamentar mais utilizou os recursos da cota para passagens aéreas foi janeiro, com gastos na ordem de R$ 10,3 mil.

Em terceiro lugar, ficou o deputado Victório Galli (PSC), que é o líder da bancada de Mato Grosso. No total, foram gastos por ele R$ 86,4 mil na emissão de bilhetes aéreos, sendo o mês de setembro o que ele mais viajou, com valores na ordem de R$ 13 mil.

O quarto com maior despesa em viagens foi o peemedebista Carlos Bezerra. Durante o ano, o parlamentar gastou R$ 84,5 mil na emissão de bilhetes aéreos. O mês mais “viajado” por Bezerra foi agosto, com a utilização de R$ 10,8 mil da cota parlamentar.

Ezequiel Fonseca (PP) teve gastos na ordem de R$ 69,7 mil em viagens, Ságuas Moraes (PT), R$ 66 mil, Adilton Sachetti (sem partido), R$ 62,4 mil e Valtenir Pereira (PSB), R$ 44,1 mil.

Os suplentes Rogério Silval (PMDB) e Xuxu Dal Molin (PSC) usaram R$ 24,8 mil e R$ 8,8 mil, respectivamente. Dal Molin assumiu o mandato em novembro e Rogério entre os meses de julho a outubro.

Os deputados federais também gastaram R$ 279,1 mil com a locação ou fretamento de aeronaves. Utilizaram o serviço Ezequiel Fonseca (R$ 59,2 mil), Fábio Garcia (R$ 13 mil), Nilson Leitão (82,7 mil), Rogério Silva (R$ 41,9 mil) e Ságuas Moraes (R$ 82 mil).

Comente esta notícia

Armindo de Figueiredo Filho Figueiredo 01/01/2018

Apenas para complementar .... Essa turma de parlamentares (senadores e Deputados) de MT, tem aparecido na mídia, quase que , DIARIAMENTE, e o que temos NOTADO, as matérias, em sua MAIORIA, só se trata de desmandos, conluios, desvios, propinas, escândalos, gastos que extrapola a normalidade....ENFIM...., Tudo o que há mais de Absurdos.POIS BEM, É isso que eu quero, VOCÊ quer, nós queremos?????? CLARÍSSIMO QUE ""NÃO". Então..., na próxima eleição...vote consciente! vote no coletivo! não aceite promessa nem Favor!!!Somos gigantes! Teu candidato é REÚ ? FUjaaaa!!!Confie nas instituições, as instituições trabalham para um Brasil melhor!Não aceite caridade, EXIJA DIREITOS!!! Assim sendo, passaremos a LIMPO este país maravilhoso........

Benedito Addôr 01/01/2018

Complementando meu comentário anterior, derrubaram em cima da casa foi uma árvore. Em vez de serrarem a árvore, foram puxar com máquina pesada, e a árvore caiu em cima da casa, causando sérios prejuízos. Minha vizinha gravou vídeo disso, que pode ser visualizado na matéria> Morador reclama de danos a sua casa durante demolição de imóveis na Ilha da Banana. Como a casa ficou depois da demolição? Pode ser também visualizado em outras duas matérias> Vizinho diz que casa está comprometida por demolição, e Chuva de sábado derruba parede de última casa da Ilha da Banana. Agora com tudo isso chove mais dentro da casa do que fora.

Benedito Addôr 01/01/2018

O Deputado gastou o queriam pagar pela desapropriação da minha casa na Ilha da Banana. Agora, depois da demolição a marteladas e com máquinas pesadas, das casas geminadas dos lados e do Centro Comercial Morro da Luz nos fundos, a casa ficou abalada. Até uma área derrubaram sobre a casa, além de fazerem uma escavação com máquina pesada rente à casa, o que já derrubou uma parede. Será que fizeram tudo isso de propósito para me forçar a sair, desvalorizar significativamente o imóvel, e no final pagar uma porcaria de indenização? Será?

Armindo de Figueiredo Filho Figueiredo 30/12/2017

ISSO NÃO É NOVIDADE!!! CLARO!!! CLARÍSSIMO!!!DINHEIRO NÃO ´DELE!!!É MEU, SEU , NOSSO, indo pro RALO....Até onde vai essa ""FARRA" descabida????? Não vem com essa de "VISITAR BASE POLÍTICA", que não cola mais.... e o mais absurdo nisso tudo...>>>Fretamento de "AERONAVES"...Que coisa hem????Vá anda de avião de CARREIRA, e ainda por cima pagar com o seu próprio bolso.... CHEGA DE SUSTENTAR essa classe??? PORQUE (NÓS) contribuintes temos que arcar com essas despesas???Até quando ????? Está na hora de extinguir essas MORDOMIAS.......

4 comentários

1 de 1