facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 13 de Junho de 2024
13 de Junho de 2024

29 de Maio de 2024, 08h:06 - A | A

PODERES / MORTE DE SARGENTO

Mauro e Roveri garantem que "crime covarde" não ficará impune

O policial foi baleado em frente à UPA da Morada do Ouro, em Cuiabá. Ele morreu pouco tempo depois no hospital.

THIAGO STOFEL
REPÓRTERMT



O governador Mauro Mendes lamentou a morte do sargento da Polícia Militar Odenil Alves Pedroso, de 47 anos. O agente foi assassinado com um tiro na cabeça, na tarde desta terça-feira (28), em frente à UPA da Morada do Ouro, em Cuiabá. 

LEIA MAIS - Morre sargento que foi baleado na cabeça em frente da Upa Morada do Ouro

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

"Um crime covarde que nos deixou muito consternados. Que Deus possa colocar suas mãos sobre os familiares, amigos e colegas de farda e dar o conforto necessário nessa hora tão difícil", disse Mauro. 

O secretário de Estado de Segurança Pública, César Roveri, afirmou que as Forças de Segurança estão empenhadas em localizar e prender o assassino.

"Um crime absurdo como esse não passará impune. Estamos trabalhando para encontrar e prender esse assassino, que responderá por esse ato criminoso na justiça", disse Roveri.

Odenil era lotado no 3º Batalhão da Polícia Militar em Cuiabá. Ele era natural de Rosário Oeste (104 km de Cuiabá) e ingressou na corporação em 1998. 

As informações sobre o velório e sepultamento ainda não foram divulgados. 

Caçada 

O comandante da Polícia Militar de Mato Grosso, coronel Alexandre Mendes, determinou uma caçado ao criminoso que matou o policial militar. Em comunicado a imprensa o policial lamentou o ato de covardia e disse que as forças de segurança não irão descansar enquanto o policial e os envolvidos forem detidos. 

Leia mais: Coronel Mendes determina "caçada sem precedentes" a bandido que atirou em sargento: "Covarde atentado"

Comente esta notícia