facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 24 de Junho de 2024
24 de Junho de 2024

26 de Dezembro de 2022, 07h:30 - A | A

PODERES / DESCONTO DA ALÍQUOTA

Mauro descarta que governo vá apresentar nova proposta de isenção dos aposentados

A PEC da Previdência foi reprovada na Assembleia Legislativa, mas a medida ainda pode ser revista já que os deputados da nova legislatura ainda podem apresentar outra proposta

APARECIDO CARMO
DO REPÓRTER MT



O governador do Estado, Mauro Mendes (União), disse que o governo não deve apresentar uma proposta para alterar taxação dos aposentados e pensionistas do Estado. A expectativa de que o Governo apresentasse uma nova proposta surgiu quando a PEC da Previdência foi reprovada na Assembleia Legislativa.

“Estudamos e vimos que não era possível fazer nada”, se limitou a dizer o chefe do Executivo Estadual.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

A proposta  reprovada na  Assembleia previa a isenção da contribuição previdenciária aos aposentados e pensionistas que recebem até R$ 7 mil. Com a reforma da Previdência feita em 2020, são isentos aposentados que ganham até R$ 3,3 mil.

O então secretário-chefe da Casa Civil, Rogerio Gallo, chegou a dizer que esse projeto poderia destruir completamente a reforma da previdência feita no estado dois anos atrás.

Apesar da reprovação na Assembleia, os deputados da nova legislatura, que toma posse em fevereiro, podem apresentar nova proposta para modificar o desconto da alíquota dos aposentados e pensionistas, mas essa medida precisa levar em consideração o equilíbrio fiscal e, ao mesmo tempo, considerar as demandas dos servidores.

LEIA MAIS - Gallo: Se aprovar esse projeto, destrói completamente a Reforma da Previdência

Comente esta notícia

nilson 26/12/2022

COMO PODE A JUSTIÇA TAPAR OS OLHOS COM TANTA MALDADE JUNTO A CLASSE DOS APOSENTADOS..GOVERNADOR É INSENSÍVEL A CAUSA,,ISSO JA FOI DEMONSTRADO...A CADA VOTAÇÃO...DE UMA FORMA OU DE OUTRA...VÃO ESVAZIAR O PLENÁRIO PRA NÃO VOTAR....INFELIZMENTE

positivo
0
negativo
0

Max roberto 26/12/2022

Segundo o Mauro mentes o estado não tem condição de isentar que já contribuiu pra pode aposentar , porém esse mesmo indivíduo colocou na pauta e brigou para a aprovação da verba indenizatoria para os secretários estaduais , não sei onde está a lógica, cobra de quem ganha uma miséria e aumenta de quem já muito ganha sem fazer nada , eis o Brasil

positivo
0
negativo
0

OLIVIO NETO 26/12/2022

AH HOMEM RUIM ESSE MALDITO MENTES HEIN !? SUA MULHER A BEIRA DA MORTE E MESMO ASSIM NÃO SE SENSIBILIZA !!! VÔTE

positivo
0
negativo
0

3 comentários

1 de 1