Cuiabá, 16 de Agosto de 2022
logo

04 de Agosto de 2022, 19h:31 - A | A

PODERES / CANDIDATA AO GOVERNO

Emanuel nega estar “sacrificando” Márcia por rivalidade com Mauro: "A decisão foi dela"

EUZIANY TEODORO
JOÃO AGUIAR



O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), negou estar “sacrificando” sua esposa, Márcia Pinheiro (PV), ao articular que ela se tornasse candidata ao Governo de Mato Grosso, em oposição a Mauro Mendes (União Brasil), seu rival político. O anúncio da candidatura de Márcia foi feito nesta quinta-feira (4), em coletiva da federação entre PT, PV e PCdoB.

“A decisão foi dela. Lá em casa, quem manda é a Márcia”, disse Emanuel.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Segundo ele, ao se candidatar, Márcia se torna uma alternativa à população, pois “sacrifício maior” seria deixar Mauro Mendes vencer “no w.o.”.

“Não existe eleição ganha e todo sacrifício que for necessário por Cuiabá e por Mato Grosso, estamos prontos para fazer. Esse é o nosso sacerdócio, é a nossa missão. O sacrifício maior seria deixar o w.o. Esse seria o sacrifício maior para toda a sociedade.”

Emanuel ainda destacou que Márcia não impôs a candidatura. Pelo contrário, levou dias para aceitar o desafio. Para ele, “era destino”.

“A Márcia foi convocada. Ela não impôs o nome dela, diferente de muitas candidaturas que são oferecidas. A dela foi convocação. Foi convocada em Brasília. Impressionou o presidente Lula, impressionou as lideranças da federação em Brasília, pela sua boa articulação política e pelos serviços aqui na Capital. Isso é uma dádiva. É destino. Tudo caminhou para que ela fosse candidata”, concluiu.

LEIA MAIS - Márcia recebe aval da família e vai disputar governo contra Mauro Mendes

Comente esta notícia

deovaldo 04/08/2022

Parece quem tem culhões na família e a Srª Márcia, tem meu resapeito mas não meu voto...Parabéns e sucesso na sua jornada politica.....cade o nenel paletó,,,renuncia ai manganão

1 comentários

1 de 1