Cuiabá, 29 de Janeiro de 2023
logo

14 de Dezembro de 2014, 08h:20 - A | A

PAPO RETO / SUPOSTA FRAUDE DE ERAÍ

Sem interrogados, CPI se reúne nesta terça para definir futuro da investigação natimorta

A expectativa é que no encontro os deputados anunciem que, sem ouvir nenhum depoimento, não irão insistir nas oitivas.

MARCIA MATOS
DA REDAÇÃO



Sem ter interrogado nenhum envolvido na suposta sonegação fiscal milionária da Cooperativa Mato Grosso (Cooamat), que seria diretamente ligada ao maior produtor de soja do mundo Eraí Maggi (PP), a Comissão Parlamentar de Inquérito da Assembleia Legislativa (CPI), que cuida do caso, deve se reunir novamente nesta terça-feira (16), quando os deputados devem definir os próximos passos para encerrar os trabalhos, que obrigatoriamente termina com essa legislatura.

A expectativa é que no encontro, os deputados anunciem que, sem ouvir nenhum depoimento, não irão insistir nas oitivas.

A sugestão do deputado José Riva (PSD), que foi autor do requerimento para a instalação da CPI, é de que o grupo faça uma avaliação dos materiais da investigação e elabore um relatório conclusivo.

As informações que foram solicitadas à Secretaria de Fazenda ainda não chegaram às mãos dos deputados que conduzem a CPI.

“Chegando as respostas, vamos fazer cópias, distribuir aos deputados e provavelmente fazer uma reunião para tratar dos encaminhamentos porque não conseguimos localizar ninguém”, argumentou o presidente da CPI, deputado Alexandre César (PT).

 

 

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Comente esta notícia