Cuiabá, 29 de Janeiro de 2023
logo

14 de Dezembro de 2014, 11h:00 - A | A

PAPO RETO / PROPINOBRAS

Estatal perde R$ 610 bilhões desde o início da era PT

ESTADÃO



Abalada pelas investigações de corrupção e, mais recentemente, pela queda da cotação do petróleo, a Petrobrás não para de sofrer os efeitos no preço de suas ações. Sua cotação afundou tanto que na sexta-feira passou a valer na Bolsa de Valores o mesmo que no primeiro ano do governo Lula, como se estivesse paralisada há 11 anos. 

A estatal brasileira vale hoje menos do que antes do anúncio das descobertas do pré-sal. Para os investidores do mercado financeiro, é como se as reservas gigantes de petróleo, anunciadas em novembro de 2007, tivessem perdido todo o valor.

 No auge da cotação da empresa, em 21 de maio de 2008, seu valor a preços de hoje, já considerando a inflação, era de R$ 737 bilhões. De lá para cá, queimou-se no mercado R$ 610 bilhões. Para se ter uma ideia da dinheirama, é como se a companhia tivesse perdido toda a produção anual de Portugal. Ou quatro vezes o Produto Interno Bruto (PIB) do Uruguai.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Comente esta notícia

Alexandre 15/12/2014

Quem era a Presidente do Conselho de Administraçao da Petrobrás, quem é a atual presidenA DA Republica, vamos continuar fingindo que nada aconteceu que a culpa das Zelites.. isso é crime de lesa patria por muito menos o collor caiu, imagina essa corrupçao em todas as empresas estatais e nas obras da copa. O pre sal que era a salvaçao da lavoura se torna vergonha internacional enquanto Holanda, EUA descobrem empresas que subornaram, aqui nao se descobre nada nao se pune ninguem seriamente todos que aprontaram no mensalao estao soltos... Bricadeira

1 comentários

1 de 1