Cuiabá, 05 de Dezembro de 2022
logo

24 de Dezembro de 2016, 07h:55 - A | A

VARIEDADES / PARA PROTEÇÃO LEGAL

Homem recebe autorização legal para se casar com o filho adotivo

Em 2012, Nino adotou Roland para que tivesse alguma proteção legal para o seu relacionamento

PAGE NOT FOUND



Um homem de 79 anos que adotou um outro, de 69 anos, recebeu autorização para se casar com ele.

Em 2012, Nino adotou Roland para que tivesse alguma proteção legal para o seu relacionamento, já que o casamento gay ainda não estava legalizado na Pensilvânia (EUA).

>> Clique aqui e participe do grupo de WhatsApp 

Só que, como passou a viver uma relação pai/filho, o pedido para casamento sempre esbarrava em algum impedimento legal, já que a adoção era tida como indissolúvel. Agora, a Suprema Corte do estado americano deu sinal verde. Legalmente, Nino poderá dissolver a adoção e se casar com Roland.

O caso não tem precendente na história jurídica dos EUA. Anteriormente, os casais gays se limitavam ao recurso da adoção para garantir herança e outros direitos ao parceiro.

Nino e Roland disseram sentir alívio com a decisão da juíza Susan Peikes Gantman, considerada por eles um "presente de Natal", segundo o "Metro". Eles estão juntos há 46 anos.

Comente esta notícia