facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 24 de Maio de 2024
24 de Maio de 2024

18 de Setembro de 2010, 13h:29 - A | A

VARIEDADES /

Balanço nas exportações de Mato Grosso aponta saldo de R$ 5 bilhões

Tvca



Da Redação

O Governo de Mato Grosso informou hoje que o saldo acumulado da balança comercial mato-grossense alcançou a cifra de US$ 5, 389 bilhões de janeiro a agosto de 2010. Em soma as exportações estão representando 46% do saldo nacional de US$ 11, 684 bilhões no período.

>> Clique aqui e participe do grupo de WhatsApp 

A análise é da equipe técnica da Secretaria de Estado de Indústria, Comércio, Minas e Energia (Sicme-MT), com base nos dados divulgados pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC).

Com esse número, Mato Grosso teve o terceiro maior resultado positivo estando abaixo apenas dos estados de Minas Gerais e Pará que lograram US$ 12, 197 e US$ 6,304 bilhões respectivamente. O saldo comercial é resultado da diferença entre as exportações menos importações. No acumulado dos oito primeiros meses do ano, as exportações acumularam US$ 5,983 bilhões e as importações US$ 593 milhões.

Atualmente os três países que se destacam na compra dos produtos de Mato Grosso são a China, Países Baixos e Tailândia. De todos os artigos exportados, a soja continua sendo a mais vendida.

Na China, o produto corresponde a 34,65%, equivalente a US$ 2.73 bilhões. Nos Países Baixos são 9,75%, equivalente a US$ 583 milhões e na Tailândia, a soja representa 5,49%, um total de US$ 328 milhões.

Nos últimos meses as vendas do farelo de soja, milho e arroz foram as que mais cresceram. Esse ano as exportações representaram 70% do valor exportado no ano passado, que foram de US$ 8,495 bilhões de dólares.

Neste ano a tendência é que as exportações fechem acima da casa de US$ 8.9 bilhões de dólares. Isso ocorrerá também pelo fato de que novas indústrias estão sendo instaladas em Mato Grosso,que contribuirão para a agregação de valores, e aumentando as exportações.

Comente esta notícia