Cuiabá, 29 de Novembro de 2022
logo

17 de Novembro de 2016, 09h:06 - A | A

POLÍCIA / ABUSOU NO COMANDO

Tenente dos Bombeiros é afastada e acusada de perseguição após aluno morrer

A tenente Isadora Ledur foi afastada dos treinamentos de aulas práticas dos alunos do curso dos bombeiros. No dia do treinamento em que passou mal Rodrigo enviou mensagem à mãe dizendo que tinha medo porque a tenente estaria o perseguindo.

LUIS VINICIUS
DA REDAÇÃO



Foi afastada dos treinamentos da corporação, a tenente do Corpo de Bombeiros, Isadora Ledur, que é acusada de perseguir e torturar  Rodrigo Patrício Lima, 21 anos, que morreu, nesta quarta-feira (16), após cinco dias internado em Unidade de Terapia Intensiva (UTI), do Hospital Jardim Cuiabá. Ele passou mal no dia 11 de novembro, após treinamento do curso de soldado da corporação, na Lagoa Trevisan, em Várzea Grande, onde supostamente teria sido obrigado a esforço excessivo.

No dia do treinamento (11), o jovem mandou uma mensagem para a mãe, Jane Patrícia Lima Claro,  dizendo que estava "com medo" porque a militar estaria no lá, na instrução de aulas práticas, e a mesma o estaria 'perseguindo'. Um inquérito policial militar foi instaurado para apurar se a morte foi causada por excessos aos quais o aluno teria sido forçado.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

O afastamento da oficial foi confirmado pelo coronel BM Alessandro Borges Ferreira, responsável pelo inquérito que apura as circunstâncias da morte do aluno. 

“Tudo será investigado. Todas as denúncias serão levadas para o bojo do inquérito e serão devidamente aparadas. É obvio que a tenente, até pelo que ocorreu, não irá neste momento participar dos treinamentos deste pelotão. Todos os fatos serão apurados e não farei um pré-julgamento. Tudo o que ocorreu no dia, será constatado no IPM. O Corpo de Bombeiros não coaduna com excessos e atos ilegais. As decisões serão tomadas baseadas em fatos reais”, disse o coronel.

Medo da oficial

Antes de seguir para o treinamento, Rodrigo relatou à mãe sua angústia em participar das aulas práticas comandada pela tenente Isadora Ledur. Em uma das mensagens de WhatsApp, enviadas para a mãe ele disse que estava “meio que prometido” e a sua mãe disse que tudo seria “somente pressão”.

Na conversa por meio do aplicativo, Rodrigo afirma que a tenente Isadora estava "pegando em seu pé". “E hoje ela vai tá lá. Por isso fico com medo”, escreveu o rapaz, na mensagem.

Após o treinamento, Rodrigo voltou a conversar com a mãe. A última mensagem que Jane teve com o filho foi ao final do dia, antes de ser internado em coma. “Não consegui. Estou mal. Vou para a coordenação”, teria dito Rodrigo à mãe.

Depois disso, Jane só foi comunicada que Rodrigo tinha tido duas convulsões e que seria transferido para um hospital particular.

O rapaz ficou em coma até na madrugada de quarta-feira (16), quando foi confirmada sua morte.

print.jpg 

Promoção

Mesmo com as ameaças expostas pelo aluno, o coronel Ferreira disse que a promoção da tenente Ledur para capitão, não será barrada. “São duas coisas diferentes. Esta comissão se reuniu no início deste mês. Já foi feito todo o procedimento para a promoção. Não podemos condenar a tenente sem o inquérito. Não temos como segurar uma promoção sem o inquérito ser finalizado. Cada um vai responder pelos seus atos, se for culpado”.

Inquérito

Após passar por necropsia no Instituto Médico Legal (IML), o corpo de Rodrigo foi liberado para sepultamento. De acordo com informações, o laudo preliminar do Instituto Médico Legal (IML) não foi conclusivo e a causa da morte deve ser revelada nos próximos dias.

O inquérito deverá ser finalizado daqui 30 a 50 dias. Caso haja culpados, eles responderão administrativamente e criminalmente. O Ministério Público Estadual (MPE) também acompanha a investigação.

“Todos os militares estão consternados e tristes com a morte de um irmão de farda. Neste primeiro momento, a intenção é dar apoio aos familiares. Para acompanhar as investigações, fui designado para ser o presidente do inquérito. Podem ter certeza que será conduzido na busca da verdade. Posso garantir que seremos transparentes. A família vai acompanhar o andamento do processo e todas as pessoas envolvidas no caso serão ouvidas”, disse o coronel.

Comente esta notícia

Rita 23/11/2016

Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

Marissa 19/11/2016

Deve ser expulsa sim.Abuso d poder.Se fosse meu filho eu a matava com ctz. Ele estava empenhado a seguir as leis Mas foi pressionado por essa q se acha SÓ pq usa uma farda velha.Afss

Carlos 19/11/2016

Se tivessem feito justiça desde o primeiro caso, nao teria acontecido isso novamente. Lamentável!!

CREONICE 18/11/2016

acho q ela deveria ser expulsa da corporação. foi destruido não so um sonho de um jovem mas sim toda uma família q perdeu seu entiquerido, não tenho palavras pra descrever o q sinto por ela, na vdd tenho muito a dizer, porq tbm tenho filhos mas a justiça de Deus é maior

Flavia 18/11/2016

Essa mulher e uma vergonha, ela e todos que participa dessa palhacada que chamam de trinamentos devem ser expulsos e pagar por tamanha barbaridade, criminosos... Ninguém tem o direito de tirar a vida de um ser vivente. Nao podemos nos calar e deixar cair no esquecimento devemos gritar e buscar justiça dos homens para essa familia que foi destruida, ate quando vamos aceitar essas impunidades! Fora Ten. Ledur, vc destruiu um sonho de um menino e nada paga o que vc fez, nao se paga o mal com mal, mas que vc arque com suas atitudes erradas. 😢😢 .

Luciane 18/11/2016

Nossa isso da uma revolta muito grande....mesmo tendo provas do próprio garoto nas conversas com a mãe, eles ainda falam em promoção a essa mulher? Vão esperar ela matar mais quantos jovens? Ela não deveria ser expulsa somente dos treinamentos e sim da corporação inteira.

Leandro 18/11/2016

Não é querer defender ninguém mais quando ele entrou para a corporação ele teve que passar por diversos exames e até exame da cabeça e o rodrigo passou ne todos os exames por que agora que o menino morreu tão querendo dar uma doença que ele ñ tinha.. Revolta tanta mentira.. Só quem conhece sabe oqe cada aluno sobre la dentro!!.

Verd Comment 18/11/2016

Nossa que REVOLTA mais nojenta que vi,querendo até MATAR a Tenente,BANDO DE RETARDADOS,e fácil querer LINCHAR por que não fica com essas REVOLTA de querer MATAR EM FRENTE de algumas casas que vou citar os nome "CENTRO DE CUSTODIA DA CAPITAL - CCC).PRESIDO DO CARUMBÉ - PRESIDO PASCOAL RAMOS...E MUITO MAIS....FICA VALENTE FICA.....seus manés....Quem não sabe que uma simples aneurisma pode MATAR ATE DORMINDO OU PARADO...ok fica diKa.

Onofre Jose Arantes junior 18/11/2016

E engraçado neh, quem esta defendendo a tenente sera se fosse parente ou amigo seu vc que esta defendendo esta mulher estaria defendendo desta maneira? E outra ela sabia das limitações do rapaz era so reprovar ele no teste e nao ficar perseguindo o rapaz . A morte poderia ter sido evitada mais nao quiseram evitar pelo o contrsrio

Mary amaral 17/11/2016

Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

34 comentários

1 de 4
Última