facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 15 de Julho de 2024
15 de Julho de 2024

10 de Julho de 2024, 09h:57 - A | A

POLÍCIA / VEJA VIDEO

Motorista diz que jovem estava em "ponto cego" de caminhão; mulher teve corpo dilacerado na Miguel Sutil

Após ser ouvido na delegacia, o motorista foi solto e responderá pelo acidente em liberdade.

THIAGO STOFEL
REPÓRTERMT



O motorista Isrrael Silva Schwarz afirmou em depoimento à polícia que a motocicleta da jovem Maria Clara Mendes, de 21 anos, estava no ponto cego de seu retrovisor e por isso acabou não vendo a vítima que acabou sendo atropelada. Por conta do acidente, o corpo dela acabou sendo desmembrado.

LEIA MAIS - Motociclista tem corpo desmembrado por caminhão em acidente no Coophamil

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

A jovem foi atropelada no momento em que o caminhoneiro se preparava para entrar em uma rotatória do bairro Coophamil. Ao levar o veículo para a pista da direita, acabou batendo e atropelando Maria Clara. 

A motocicleta dela ficou completamente destruída. 

O homem ficou no local até a polícia chegar. Ele foi levado à delegacia e após ser ouvido foi liberado. O caminhoneiro responderá pelo acidente em liberdade.

O delegado Cristhian Cabral explica que segundo a legislação, o motorista que permanece no local e não apresenta nenhum sinal de embriaguez ou uso de entorpecentes, ganha o benefício de não ser preso em flagrante. 

Porém, ele frisou que aguarda uma resposta da Semob para verificar se o caminhão tem licença para transitar naquela região.

O caso segue sendo apurado.

Comente esta notícia

André 10/07/2024

Outra questão é, ela vinha tentando ultrapassar ele ou ele ultrapassou ela,?? Pq se ele ultrapassou ela, a história do ponto cego cai por terra.

positivo
5
negativo
0

1 comentários

1 de 1