facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 20 de Maio de 2024
20 de Maio de 2024

30 de Outubro de 2010, 10h:22 - A | A

POLÍCIA /

Familias vivem momentos de terror durante assaltos

A Gazeta



Da Redação

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Dois assaltos com requintes de violência atingiram bairros nobres de Cuiabá no início do feriado. No Jardim das Américas, 3 crianças foram ameaçadas de terem os dedos cortados por ladrões que invadiram a residência na noite de quinta-feira. Na manhã de ontem 4 pessoas, duas delas com mais de 60 anos, foram algemadas pelos criminosos no Jardim Itália.

O grupo foi preso depois que tentou escapar da Polícia e fugiu pulando o muro vizinho, casa de um tenente da Polícia Militar. Lá ainda ameaçaram a mãe do militar, mas acabaram se rendendo depois de negociações com a Polícia.

Nos dois casos, vítimas apontaram os criminosos como muito violentos e frios. No Jardim das Américas os 3 assaltantes ficaram cerca de 40 minutos na casa da rua Mar Del Plata, por volta das 22h. O casal, as três filhas e outro adulto foram levados para um dos quartos e passaram a ser vigiados.

As meninas ficaram nervosas e começaram a chorar. Foi aí que os criminosos disseram que iriam cortar os dedos delas caso não se calassem. Durante o tempo que estavam na casa, um deles se comunicava com um criminoso que deveria estar do lado de fora.

A ideia era roubar o carro da família, além dos objetos, dinheiro e joias. Mas o grupo não conseguiu dirigir o veículo e abandonou o plano que consistia em manter um dos ladrões com a família, dentro da casa. Depois de deixarem o local a Polícia foi acionada e deteve no bairro Pedregal Rodrigo Assunção, 23, suspeito de participação no crime. Com ele foram recuperadas algumas joias da família.

No Jardim Itália, a ação de 4 criminosos movimentou mais de 30 policiais militares por volta das 7h30 da manhã de ontem. O grupo rendeu uma empregada que limpava a calçada em frente da casa e depois rendeu o casal de moradores e a enfermeira. As vítimas foram imobilizadas com algemas plásticas e mantidas em um quarto. Um dos vizinhos percebeu a movimentação estranha e acionou a Polícia.

De acordo com o morador R.A., 62, quando a polícia chegou ao local os criminosos iniciaram a fase de ameaças para exigir dinheiro e joias, pois já haviam separado os outros eletroeletrônicos sobre a mesa. Ao ouvirem a sirene, correram pulando o muro do vizinho, o tenente PM Jordan dos Santos, 22.

A mãe do militar chegou a ser ameaçada, mas o grupo se rendeu. Foram presos Jean Carlos Rodrigues Martins, 22, com passagem por homicídio, Gilberto Nunes, 32, e Isaias Nunes da Silva, além de Milton Rosa de Almeida, 20.

 

 

 

 

 

SILVANA RIBAS
A GAZETA

Comente esta notícia