Cuiabá, 15 de Agosto de 2022
logo

09 de Agosto de 2021, 12h:09 - A | A

PODERES / CONSELHEIRO AFASTADO

Waldir Teis cancela pedido de aposentadoria e tenta voltar ao TCE

Teis está afastado do TCE desde 2017, quando foi alvo da 12ª fase da Operação Ararath. Em julho de 2020 ele teve nova decisão de afastamento cautelar

CAMILLA ZENI
DA REDAÇÃO



O conselheiro afastado Waldir Teis, do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso (TCE), quer que a Corte desconsidere seu pedido de aposentadoria, feito em dezembro de 2020. A justificativa do novo pedido não foi divulgada. O protocolo é do dia 3 de agosto.

O pedido inicial de aposentadoria do conselheiro foi feito em 16 de dezembro do ano passado, seis meses depois que ele foi alvo da 16ª fase da Operação Ararath, que apura crimes contra a administração pública e o sistema financeiro envolvendo o poder público mato-grossense.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Na época da operação, Teis protagonizou uma das cenas mais icônicas do ano, ao ser flagrado descendo 16 lances de escada e jogando folhas de cheque em uma lixeira coletiva, no prédio onde funcionava seu escritório, em Cuiabá.

Saiba mais - PF prende Waldir Teis, conselheiro afastado do TCE

MPF denuncia conselheiro flagrado jogando cheques milionários no lixo

Segundo o MPF, as folhas de cheque totalizavam mais de R$ 450 mil. Outras que estavam assinadas, mas sem preenchimento do valor, também foram descartadas. Esses documentos estavam em uma sala que ainda não tinha sido analisada pelos agente da Polícia Federal. O caso resultou em denúncia por obstrução de justiça e prisão domiciliar decretada ao conselheiro.

Em abril deste ano, porém, o presidente do TCE, conselheiro Guilherme Maluf, negou o pedido de aposentadoria, sob alegação de que Waldir Teis não apresentou toda a documentação necessária.

Segundo análise da Secretaria Executiva de Gestão de Pessoas divulgada à época, Teis preenchia os requisitos para ser aposentado por tempo de contribuição, mas não teria direito ao benefício integral. Conforme informações colhidas pelo , essa teria sido a justificativa para o atual cancelamento do pedido.

Waldir Teis está afastado do TCE desde 2017, quando foi alvo da Operação Malebolge, 12ª fase da Ararath, junto de outros quatro conselheiros. A decisão cautelar de afastamento dos membros da Corte acabou revogada pelo Superior Tribunal de Justiça em fevereiro deste ano. Contudo, Teis e o conselheiro Sérgio Ricardo não puderam retornar por possuírem outras decisões judiciais com afastamento cautelar.

O conselheiro, agora, aguarda decisão judicial que o libere a retornar para o cargo.

Comente esta notícia