facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 21 de Junho de 2024
21 de Junho de 2024

30 de Dezembro de 2022, 07h:50 - A | A

PODERES / MAMATA

Vereadores aprovam "gratificação" de R$ 6,6 mil em Cuiabá

A proposta de autoria da Mesa Diretora, recebeu 12 votos favoráveis.

DAFFINY DELGADO
DO REPÓRTER MT



A Câmara Municipal de Cuiabá aprovou, na última sessão do ano, Projeto de Lei que garante o pagamento de uma "gratificação por desempenho" superior a R$ 6 mil a cada um dos vereadores titulares e suplentes, membros de Comissões Permanentes no Legislativo Municipal. O texto recebeu 12 votos favoráveis e 7 contrários.

A proposta é de autoria da Mesa Diretora, atualmente presidida pelo vereador e deputado estadual eleito, Juca do Guaraná (MDB). De acordo com o texto, a criação do benefício tem fundamento na Lei Orgânica do Município e no Regimento Interno da Câmara Municipal de Cuiabá.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

O texto aprovado sem muitas discussões e questionamentos, prevê a criação de uma "gratificação" equivalente a 35% do valor da respectiva remuneração do agente político a ser paga aos integrantes das 15 comissões existentes no Legislativo Municipal.

Atualmente, um vereador de Cuiabá recebe R$ R$ 18,9 mil. Além de verbas indenizatórias e outros benefícios. Com isso, cada parlamentar deverá receber em torno de R$ 6,6 mil pelo desempenho à atividade.

Votaram à favór da matéria os vereadores Adevair Cabral (PTB), Chico 2000 (PL), Dídimo Vovô (PSB), Dr Ricardo Saad (PSDB), Marcus Brito Júnior (PV), Pastor Jeferson (PSD), Macrean Santos (PP), Rodrigo Arruda de Sá (Cidadania), Sargento Vidal (MDB), Paulo Henrique (PV), Professor Mário Nadaf (PV) e Wilson Kero Kero (Podemos).

Os que foram contra são Sargento Joelson (PSB), Michelly Alencar (União Brasil), Dilemário Alencar (Podemos), Diego Guimarães (Republicanos), Demilson Nogueira (Progressista), Edna Sampaio (PT) e Eduardo Magalhães (Republicanos).

Já os que se abstiveram de votar foram os vereadores Maysa Leão (Republicanos), Kássio Coelho (Patriota) e Lilo Pinheiro (PDT).

Leia mais

Vereadores tentam aprovar nova mamata em Cuiabá

Comente esta notícia