facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 18 de Julho de 2024
18 de Julho de 2024

07 de Novembro de 2017, 10h:48 - A | A

PODERES / ESCÂNDALO NACIONAL

Toninho deixa base e assina CPI para investigar propina de Emanuel Pinheiro

O vereador de Cuiabá esclarece que sua decisão foi tomada a partir do tempo que foi dado para que Emanuel Pinheiro se explicasse.

FLÁVIA BORGES
CAROL SANFORD



O vereador Toninho de Souza (PSD) decidiu deixar a base de sustentação do prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB) na Câmara de Cuiabá e é o nono parlamentar a assinar a chamada CPI do Paletó, que vai investigar o peemedebista por suposto recebimento de propina do ex-governador Silval Barbosa na época em que era deputado estadual. Até então, oito parlamentares já haviam assinado o documento. São necessárias nove assinaturas para investigar o prefeito por quebra de decoro, mesmo tendo ocorrido no mandato de deputado estadual.

Toninho esclarece que sua decisão foi tomada a partir do tempo que foi dado para que Emanuel se explicasse.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

“Nós temos que entender que existe a defesa jurídica, mas existe a defesa perante a população, que mais de 100 mil pessoas votaram na gestão municipal. Defender uma investigação não significa crucificar o prefeito, mas permitir que Cuiabá tenha acesso à verdade", afirmou Toninho.

“Nós temos que entender que existe a defesa jurídica, mas existe a defesa perante a população, que mais de 100 mil pessoas votaram na gestão municipal. Defender uma investigação não significa crucificar o prefeito, mas permitir que Cuiabá tenha acesso à verdade. Nós demos todo o tempo necessário para que o prefeito pudesse dar a sua explicação. Nesse período não houve explicações, nesse período houve fatos novos e, até agora, a população continua sem a sua devida explicação”, afirma o parlamentar.

Ele diz que o fato de deixar a base aliada lhe dará mais independência para agir como vereador.

“Me afastando da base, ganho liberdade para não ficar preso à gestão municipal. Eu tenho uma posição de independência. Há uma cobrança muito grande por parte da população e eu não vim aqui ao Parlamento Municipal para servir de defesa da Prefeitura. Eu vim para contribuir com o desenvolvimento de Cuiabá. Agora, a partir do momento que a gestão está travada, a partir do momento que isso prejudica o trabalho do vereador, eu não vou ficar colocando a minha face, colocando o meu mandato, em defesa da Prefeitura. Eu preciso cobrar aquilo que a comunidade quer”, destaca Toninho.

Ele diz que já comunicou, na tribuna, o líder do prefeito, Lilo Pinheiro, e o presidente da Câmara, Justino Malheiros, sobre sua decisão. Por fim, ele se reúne às 15h30 com Emanuel para anunciar seu posicionamento.

“Fiz o comunicado ao líder do prefeito, ao presidente da Câmara e, por respeito ao prefeito, eu tenho uma reunião marcada para as 15h30”, destacou. 

Já assinaram o pedido de abertura da CPi os vereadores Marcelo Bussiki, Abílio Brunini (PSC), Joelson Amaral (PSC), Elizeu Nascimento (PSDC), Felipe Wellaton (PV), Dilemário Alencar (Pros), Gilberto Figueiredo (PSB) e Diego Guimarães (PP).

Comente esta notícia

Falcon 07/11/2017

Acho contraditorio. Ninguem que se diz da base de apoio vira assim a casaca do nada. Ai tem. Provavelmente acontece como todos os vereadores da CPI que devem pedir as coisas e nao sao feitos seus pedidos e ai fazem isso. Tremenda baixaria. E vergonhoso uma cidade dessa ter tanto vereador ruim como esses. Ali e tudo a base de troca.

positivo
0
negativo
0

Menezes 07/11/2017

isso está acontecendo porque em Juara, os vereadores abriram CPI contra a prefeita!

positivo
0
negativo
0

CIDADAO REVOLTADO 07/11/2017

BATATA DO EMANUEL Q TIRA O CHÁPEU, TA COMEÇANDO A ASSAR \oo/

positivo
0
negativo
0

Evando Lara 07/11/2017

Isso aí vereador, agiu corretamente. Todos têm direito a defesa, mas como não houve, o Sr fez o correto. O povo precisa saber ao menos o mínimo o que se passa.

positivo
0
negativo
0

Aninha 07/11/2017

Meus parabéns meu vereador e futuro Deputado Estadual tomou a decisão certa, deu ao prefeito o tempo hábil para dar explicação a população e nada ate agora. Continue com o seu trabalho magnifico em prol do povo e sempre em busca de melhorias para os bairros da nossa cidade.

positivo
0
negativo
0

Valdete 07/11/2017

Vereador Marcos Veloso que vergonha seu um delegado e não querer investigação. Como vai encarar o Frei Moacyr que fez campanha para vc nas igrejas pregando seu nome como uma pessoa que não ia decepcionar a comunidade cuiabana...Que vergonha.

positivo
0
negativo
0

DESEMPREGADO 07/11/2017

TUDO FALSIDADE ELE VIU QUE PEGOU MAL DEFENDO O INDEFENSAVEL,INCLUSIE QUERENDO PROCESSAR O WELATON, ESSE TONINHO É SÓ GARGANTA TA QUERENDO APARECER,V OTOU A FAOR DA VENDA DA CAB.O POVO TEM QUE LARGAR DE SER BESTA.

positivo
0
negativo
0

Pedro da silva 07/11/2017

TONINHO DE SOUZA... Futuro Prefeito de Cuiaba.

positivo
0
negativo
0

8 comentários

1 de 1