Cuiabá, 09 de Agosto de 2022
logo

29 de Dezembro de 2017, 18h:23 - A | A

PODERES / RANKING NEGATIVO

Senadores de MT acumulam 20 faltas em sessões em 2017

O número de faltas dos três senadores de Mato Grosso significa 30% de não comparecimento nas sessões plenárias ao longo do ano.

CAROL SANFORD
DA REDAÇÃO



Os senadores de Mato Grosso acumularam 20 faltas em um total de 65 sessões deliberativas realizadas pelo Senado, em 2017. O número significa 30% de faltas. José Medeiros (Podemos) foi o parlamentar com o maior número de ausências, não comparecendo em onze sessões ao longo do ano.

O número de faltas do senador do Podemos representa índice de 16,9%. Ele esteve presente em apenas 54 sessões e não justificou a ausência em três. Medeiros assumiu o mandato no lugar do atual governador Pedro Taques (PSDB), em janeiro de 2015.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

>>> Receba notícias no Telegram e fique bem informado

Em segundo lugar em número de faltas, ficou o senador Wellington Fagundes (PR), com cinco ausências, sendo três sem justificativa. As faltas nas sessões pelo parlamentar representam 7,7% de não comparecimento. Ele esteve presente em 60 sessões.

Já o senador Cidinho Santos (PR) foi o parlamentar mato-grossense com menor número de ausências em plenário. Foram apenas quatro faltas, estando presente em 61 sessões, em 2017.

O republicano tem índice de 6,2% com todas as ausências justificadas. A participação de Cidinho em plenário alcançou o índice de 93,8%.

O levantamento foi feito pelo portal Congresso em Foco, esta semana. O site apontou que o senador mais faltoso foi o paraense Jader Barbalho (PMDB), com 32 ausências em plenário, que corresponde a 49% de não comparecimento às 65 sessões.

Comente esta notícia