facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 15 de Julho de 2024
15 de Julho de 2024

17 de Junho de 2024, 17h:25 - A | A

PODERES / OBRAS DO MT PAR

Ex-secretário de Silval vira réu por receber R$ 500 mil de propina para favorecer Odebrecht

Além dele, é réu também o ex-diretor da empreiteira Alexandre José Lopes Barradas.

FERNANDA ESCOUTO
DO REPÓRTERMT



O juiz da 7ª Vara Criminal de Cuiabá Jean Garcia de Freitas Bezerra aceitou denúncia e tornou réu o ex-secretário estadual de Administração, César Roberto Zílio, pelo crime de corrupção. Ele é acusado de receber R$ 500 mil para favorecer a construtora Odebrecht em obras públicas do Estado.

Além dele, é réu também o ex-diretor da empreiteira Alexandre José Lopes Barradas. Segundo as investigações, entre 2013 e 2014, Barradas teria pago propina a Zilio que, à época dos fatos, atuava como presidente da MT-PAR.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

O valor seria para Zilio articular junto à Assembleia Legislativa na aprovação de lei para que a MT-PAR criasse subsidiárias, visando a realização de parceria público-privada com Odebrecht para administração das estradas estaduais e investimento na área de saneamento básico.

Os R$ 500 mil teriam sido entregue para um intermediário, que não teve o nome não revelado, em São Paulo, sendo repassado posteriormente a Zilio.

A despeito de se tratar de prova indiciária e unilateral, anoto que as provas mencionadas na denúncia são elementos suficientes para o desencadeamento da ação penal, tendo em mente que nesta fase processual o juízo é de prelibação e o princípio vigente é “in dubio pro societate”, descreveu o juiz. 

Comente esta notícia