Cuiabá, 09 de Agosto de 2022
logo

21 de Dezembro de 2017, 07h:00 - A | A

PODERES / OBRAS ESTRUTURANTES

Emanuel foca gestão nos 300 anos e fala em deixar 'legado'

Segundo o prefeito Emanuel Pinheiro, as principais ações serão o lançamento de obras estruturantes, como o viaduto da Ponte Sérgio Motta, a ser construído na Avenida Beira Rio

CAROL SANFORD
DA REDAÇÃO



O prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB) afirmou que as ações a serem executadas pela administração municipal em 2018 têm foco nos 300 anos de Cuiabá, a ser comemorado em 8 de abril de 2019.

"O 8 de abril de 2019 é apenas a ‘cereja do bolo’ para comemorar a data. Nossa gestão será motivo de construção de um legado que vai marcar época em nossa cidade”, disse o prefeito.

“Toda a gestão está focada nos 300 anos de Cuiabá. Mas, o 8 de abril de 2019 é apenas a ‘cereja do bolo’ para comemorar a data. Nossa gestão será motivo de construção de um legado que vai marcar época em nossa cidade”, disse o prefeito.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

>>> Receba notícias no Telegram e fique bem informado

Segundo Emanuel, as principais ações serão o lançamento de obras estruturantes, como o viaduto da Ponte Sérgio Motta, a ser construído na Avenida Beira Rio, uma trincheira na Avenida das Torres, e o contorno leste, que margeará o Rodoanel, saindo do Distrito Industrial. O investimento necessário para as obras seria de R$ 122 milhões.

Além dessas obras, o gestor quer lançar o edital de licitação para o transporte coletivo, prevendo em oito anos, a troca da frota de ônibus, para veículos movidos a energia elétrica, além da revitalização do Centro Histórico.

“Estamos buscando meios de conseguir recursos, mas também quero dar continuidade ao projeto do restaurante giratório e muitos outros. O céu é o limite para nós”, comentou ele.

Emanuel explicou que parte dos recursos devem vir de emendas parlamentares destinadas pela bancada federal de Mato Grosso. Ele não considerou preocupante a possibilidade de que o Governo Federal corte valores das emendas, ou mesmo não as repasse, diante da crise econômica.

“Não quero nem pensar nisso. Primeiro porque há um compromisso da bancada de que as emendas serão honradas e também porque elas já sofreram cortes lá atrás, então estamos preparados. Mas caso haja algum imprevisto, Cuiabá está pronta para se superar e apresentar alternativas. Retroceder jamais”, pontuou o chefe do Executivo municipal.

Entre as alternativas, de acordo com o prefeito, está a capacidade de endividamento da Capital, em até R$ 1 bilhão.

“A saúde financeira de Cuiabá está intacta e podemos contrair empréstimo para tocar as obras. No entanto, não penso em endividamento hoje, mas, claro, é uma alternativa”, concluiu Emanuel.

Comente esta notícia

Ronaldo 21/12/2017

Plantar árvores e fica de bla bla bla bla! Cadê o saneamento básico , asfalto , infra estrutura , ninguém se compromete . Vai enganar quem Emanuel dinheiro

1 comentários

1 de 1