facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 15 de Julho de 2024
15 de Julho de 2024

27 de Dezembro de 2022, 13h:55 - A | A

PODERES / EXERCÍCIO DE 2020

Com 15 votos a favor, vereadores aprovam contas de Emanuel

Os vereadores seguiram a recomendação do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso (TCE-MT) que já havia emitido parecer favorável à aprovação.

DO REPÓRTER MT



A Câmara Municipal de Cuiabá aprovou durante sessão realizada na manhã desta terça-feira (27), as contas referente ao exercício do ano de 2020 da Prefeitura de Cuiabá. Por unanimidade, o Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso (TCE-MT) já havia emitido parecer favorável à aprovação.

No total, as contas foram aprovadas com 15 votos favoráveis e sete contrários, tendo duas ausências registradas.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

De acordo com a unidade técnica do TCE-MT, as receitas arrecadas e as despesas realizadas, excluindo as intraorçamentárias, totalizaram, respectivamente, R$ 2.650 bilhões e R$ 2.633 bilhões e a Receita Corrente Líquida (RCL) perfez R$ 2.165 bilhões. Na execução orçamentária, apurou-se resultado superavitário de R$ 16,6 milhões.

Entre esta terça-feira e a quarta-feira (28) os veradores ainda devem votar pautas polêmicas e que impactarão diretamente o bolso dos cuiabanos.

Os vereadores deverão discutir temas como a implantação da nova planta genérica de imóveis, que vai impactar o valor final do IPTU que pode subir 500%, além da  criação da taxação da coleta de lixo na Capital. É o pacote de maldades de fim de ano da prefeitura de Cuiabá, que está com caixa zerado. 

 

Outro tópico sensível é a Lei Orçamentária Anual (LOA), considerada essencial para o orçamento do município em 2023.

 

 

 

 

Comente esta notícia