facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 23 de Junho de 2024
23 de Junho de 2024

14 de Dezembro de 2022, 11h:54 - A | A

PODERES / CORRIDA CONTRA O TEMPO

Assembleia terá sessões extraordinárias para aprovar Fethab II ainda esta semana

Presidência pode convocar mais duas sessões ainda esta semana.

APARECIDO CARMO
DAFFINY DELGADO



O presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, Eduardo Botelho (União), deve convocar sessões extraordinárias do parlamento estadual na quinta e sexta-feira dessa semana (15 e 16) para garantir a aprovação do Fethab antes do recesso parlamentar. A informação foi confirmada pelo deputado Max Russi (MDB) na manhã desta quarta-feira (14).

“Até sexta-feira aprova. O Botelho que fazer uma sessão hoje, outra na sexta ou talvez amanhã outra sessão, vai depender dos pedidos de vista, dos encaminhamentos hoje. Mas eu entendo que deva haver uma força tarefa, um trabalho concentrado e a gente consiga fazer as votações todas até amanhã”, explicou o parlamentar.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Segundo Russi, ainda não há um acordo dos parlamentares sobre o tema, mas interesses diversos sobre a versão final do texto. Durante a sessão desta quarta, os deputados Ulysses Guimarães e Gilberto Cattani pediram vistas da proposta e têm 24 horas para devolver.

O Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab) incide sobre a comercialização de commodities em Mato Grosso e é considerado essencial para o orçamento do estado a partir de 2023. A mensagem do Governo do Estado quer a prorrogação do Fethab por mais quatro anos e 80% dos recursos serão investidos em estradas e casas populares.

No entanto, os deputados querem incluir outros setores na divisão do dinheiro. “Tem interesse de colocar recurso para a agricultura familiar, tem interesse na questão da habitação. Então eu acho que essas mudanças têm condição de acontecer aqui dentro da Assembleia e está sendo bastante debatido”, explicou Max Russi.

“Acredito que a proposta do governo vai ter mudança dentro do parlamento. Tem vários deputados falando de algumas mudanças e tem que ver aquelas emendas que vão avançar aqui dentro da Assembleia. Isso está sendo bastante discutido e os deputados terão condição de apresentar emendas, melhorias, que a gente possa trazer benefício a esse projeto de lei”, finalizou o deputado.

LEIA MAIS - Max Russi mantém candidatura e admite enfrentar Botelho à presidência da AL

Comente esta notícia