Cuiabá, 30 de Janeiro de 2023
logo

11 de Novembro de 2014, 17h:44 - A | A

GERAL / CONCESSÃO DA ARENA

Comissão termina edital, mas só Taques decidirá terceirização

Edital foi encaminhado para PGE dar parecer. Antes de iniciar processo de licitação, Secopa tem que promover audiências públicas, para depois publicar o edital no Diário Oficial.

JOÃO RIBEIRO
DA REDAÇÃO



A Secretaria Extraordinária da Copa do Mundo (Secopa) informou que o edital de licitação da Arena Pantanal para a inciativa privada foi concluído.

Com isso, o processo com a relação de todos os bens reversíveis do estádio, além da minuta de contrato e anexos, já foram encaminhados para o parecer da Procuradoria Geral do Estado (PGE). 

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

No entanto, para ocorrer o processo licitatório, a pasta terá que realizar outras etapas do processo. Por causa disso, o governador Silval Barbosa (PMDB) não conseguirá licitar o local, ainda no seu mandato, que termina em dezembro deste ano.

Segundo informações da assessoria da Secopa, após ter obter o parecer da PGE, que também pode alterar as minutas, a Secopa deve promover uma consulta pública via internet e audiências públicas.

Com as duas etapas realizadas, o edital será publicado no Diário Oficial da União, para enfim ser licitado.

Diante do curto espaço de tempo, o processo de licitação só deve ser realizado em 2015, no mandato do então eleito governador, o senador Pedro Taques (PDT).

Em uma entrevista ao RepórterMT, o pedetista disse que já tem conhecimento privatização do estádio. Porém, deve analisar se a concessão irá trazer dividendos à população mato-grossense.

RepórterMT

Silval Barbosa e Pedro Taques

Ficará para a administração de Taques concluir o processo de licitação da Arena Pantanal



“Eu quero analisar (o certame) junto com técnicos, tendo total tranquilidade. Para que possamos escolher o melhor modelo, e assim fazer com que a Arena (Pantanal) possa não ser só essa obra linda, mas sim, render dividendos a Mato Grosso”, falou.

ARENA PANTANAL

Finalizada às vésperas do início da Copa do Mundo, em junho deste ano, a Arena Pantanal teve um custo aos cofres públicos de cerca de R$ 600 milhões, após vários aditivos contratuais.  Desde o término do mundial, o estádio foi palco de vários jogos entre times estaduais, nacionais e até internacionais. 

Em um dos jogos, Flamengo e Goiás, partida valida pelo Campeonato Brasileiro da Série A, o estádio teve um público de 38,405 torcedores, sendo que sua capacidade é de 44 mil. Já pela Copa do Brasil, a partida entre Corinthians e Bragantino teve cerca de 30 mil torcedores. 

 

 

Comente esta notícia