Cuiabá, 26 de Setembro de 2022
logo

13 de Novembro de 2013, 10h:09 - A | A

CIDADES / BIOPIRATARIA

Coreanos são detidos com ervas medicinais retiradas de terra indígena

Os estrangeiros foram enquadrados pelo Ibama pela tentativa de remessa de patrimônio genético ao exterior

DA REDAÇÃO



O Ibama flagrou quatro coreanos nesta segunda-feira, 11, por prática de biopirataria. A operação começou no dia 4 de novembro, quando técnicos do Ibama em parceria com a Funai e apoio da Força Nacional foram para o Município de Canarana no Mato Grosso, para apurar a denúncia que pessoas estavam coletando material genético da Terra Indígena Parque Nacional do Xingu.

Após semanas de investigação, a equipe do Ibama flagrou o grupo quando retornavam da Terra Indígena após coletarem amostras de material vegetal e filmagens de formas de coleta e uso de ervas medicinais dos indígenas Kamaiura, Waurá e Ikpeng. Após o flagrante eles foram levados para a Delegacia Regional da Polícia Federal de Barra do Garça (MT).

Um dos infratores possui uma empresa nos Estados Unidos, a qual revende amostras biológicas para indústrias farmacêuticas e de cosméticos. Além disso, conforme informações obtidas ao longo da investigação, não seria a primeira visita do sul-coreano ao país, tendo realizado atividades semelhantes em outras oportunidades, inclusive com o conhecimento de que estava desrespeitando as normas nacionais.

Os estrangeiros foram enquadrados pelo Ibama pela tentativa de remessa de patrimônio genético ao exterior e devem responder criminalmente pelo transporte de produtos florestais sem licença do órgão ambiental. O acesso ao conhecimento tradicional associado dos indígenas está sendo investigado. As irregularidades nos passaportes e vistos, podem resultar na sua expulsão do país.

Comente esta notícia