Cuiabá, 29 de Janeiro de 2023
logo

04 de Dezembro de 2014, 18h:29 - A | A

POLÍTICA / "CPI DO ERAÍ"

Sem interrogados, deputados cancelam reunião da Comissão outra vez

O cancelamento do encontro que estava marcado para a tarde desta quinta-feira (04), foi oficializado na tribuna da Assembleia Legislativa, pelo presidente da CPI, o deputado Alexandre César (PT).

MARCIA MATOS
DA REDAÇÃO



Foi cancelada mais uma vez a reunião da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga uma suposta fraude milionária que teria sido realizada pela cooperativa Cooamat, que seria diretamente ligada ao ‘rei da soja’ Eraí Maggi (PP).

O cancelamento do encontro, que estava marcado para a tarde desta quinta-feira (04), foi oficializado na tribuna da Assembleia Legislativa, pelo presidente da CPI, o deputado Alexandre César (PT).

O deputado justificou a medida por não terem sido localizados, para receber a intimação, dois diretores da Cooamat, convocados a depor na CPI.

Nesta terça-feira (02), o presidente da Cooamat, Donatto Signel, que deveria ser ouvido pelo grupo não compareceu à reunião por não ter sido localizado e intimado. Diante da ausência, o deputado José Riva (PSD), autor do requerimento da instalação da CPI, sugeriu que o grupo cancelasse as oitivas e trabalhasse a conclusão de um relatório com o material já obtido.

A opção parece não ter sido consenso no grupo, que marcou para a próxima terça-feira (9) a próxima reunião. A Comissão vai aguardar o comparecimento do diretor executivo da cooperativa para prestar depoimento à CPI.

Ao todo, quatro pessoas ligadas à Cooamat foram convocadas para depor na CPI, mas até o momento ninguém foi ouvido. Além disso, as suspensões e cancelamentos das reuniões do grupo geraram críticas ao andamento da investigação, que obrigatoriamente se encerra no dia 31 de dezembro, com o fim desta legislatura.

Entre os membros do grupo a relação é tensa devido à troca de farpas dos parlamentares. Depois de o presidente Alexandre César sugerir que o deputado Dilmar Dal Bosco (DEM) e que o relator da investigação, deputado Emanuel Pinheiro (PR), estariam tentando barrar os resultados do trabalho, Pinheiro disparou contra a própria instalação da CPI, que em sua opinião não teria tempo hábil para ser realizada com sucesso. 

Em entrevista ao programa Conexão Poder, Pinheiro também falou que a CPI cheirava à vingança, se referindo ao deputado José Riva que tem Eraí Maggi (PP) como adversário por ele ser ligado ao governador eleito Pedro Taques (PDT). Ainda sobre a declaração de Alexandre César, ele disse que o deputado estaria com problemas emocionais, porque não foi reeleito e seu candidato, o vereador Alan Kardec, perdeu a eleição para a Assembleia Legislativa.

VEJA VÍDEO EM QUE O PRESIDENTE DA CPI FALA SOBRE CANCELAMENTO DA REUNIÃO

Comente esta notícia

Pedro Barros 05/12/2014

Quando da criação e instalação desta CPI eu fiz o seguinte comentário: Já sei como vai terminar esta CPI. PIZZA!.... Hoje, confesso que estava totalmente equivocado e portanto peço desculpa aos leitores deste Site.Desde a sua criação ela já era uma PIZZA!.....

1 comentários

1 de 1