Cuiabá, 29 de Novembro de 2022
logo

23 de Novembro de 2016, 07h:00 - A | A

POLÍTICA / BASE ALIADA

PSD se reúne com Taques nesta quarta; Dr. Leonardo nega interesse em secretariado

A cúpula do PSD tem reunião com o governador Pedro Taques, nesta quarta (23), mas o vice-líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Dr. Leonardo, garante que o encontro não será para discutir a ampliação no staff tucano.

RAFAEL DE SOUSA
FRANCISCO BORGES



Em entrevista o , o deputado Dr. Leonardo Albuquerque (PSD), vice líder do governo na Assembleia Legislativa, voltou a negar os rumores de que seu partido esteja pleiteando cargos no secretariado do governador Pedro Taques (PSDB), diante da chamada reforma administrativa. A cúpula do PSD, atualmente com seis deputados, se reúne com o chefe do Executivo estadual, na manhã desta quarta-feira (23), mas garante que o tema não é mais espaço no staff tucano. A sigla promete uma agenda positiva para ajudar o Executivo neste momento de crise.

“O partido vai se reunir e não vamos exigir cargo, só reforçar mais ainda o nosso compromisso com o governo. Até já colocamos [ao governador] que não queremos diminuir o número de deputados”, argumentou Dr. Leonardo.

“O partido vai se reunir e não vamos exigir cargo, só reforçar mais ainda o nosso compromisso com o governo. Até já colocamos [ao governador] que não queremos diminuir o número de deputados”, argumentou o parlamentar. Porém, o social-democrata confirma que recebeu convite do Palácio Paiaguás para assumir uma das Secretarias de Estado, mas recusou a proposta.“Não que eu não queira, o momento é difícil, estou cheio de projetos [na Assembleia]. Mas é uma honra o governador fazer isso [o convite]. Estou muito feliz”, disse Leonardo.

 

O parlamentar era o mais cotado da sigla para comandar a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secitec) no lugar Luzia Helena Trovo Marques. Ele também chegou a ser convidado para as pastas da Saúde ou Assistência Social, mas adiantou que prefere continuar nas funções parlamentares com objetivo de atender sua base eleitoral no município de Cáceres.

Com a negativa de Leonardo, o vice-governador Carlos Fávaro (PSD), que é a maior liderança da sigla na atual gestão, concorda que o objetivo, neste momento, é de apenas ajudar o Executivo e não de pedir mais espaço, como vem ventilando nos bastidores. A cúpula do partido no estado já se reuniu para discutir as pautas do encontro.

"Hoje discutimos sobre diversos assuntos, sempre passando por Mato Grosso e pelo partido. Aproveitei, por exemplo, para falar sobre a reforma tributária que está sendo proposta – e que foi bem aceita durante essa conversa”, destacou Fávaro.

Comente esta notícia