facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 24 de Maio de 2024
24 de Maio de 2024

19 de Agosto de 2010, 11h:57 - A | A

POLÍTICA /

Ignorância e desrespeito fazem umidade do ar chegar a 12% em MT



Da redação

A qualidade do ar em Cuiabá está se deteriorando a cada dia. Nesta quarta-feira, a umidade relativa atingiu a casa dos 12% às 15h45. O índice é considerado crítico. Para piorar ainda mais a situação, vários focos de queimadas urbanas estão sendo registrados diariamente. Com isso, crescem os problemas de ordem respiratória. Não há previsão de chuvas.

Nesta época do ano é comum a queda na umidade do ar. Com a baixa umidade, especialistas reforçam os cuidados que devem ser tomados como, por exemplo, o aumento da ingestão de líquidos e interrupção de atividades físicas entre as 10 e 16 horas. As medidas devem diminuir as complicações respiratórias e ressecamento de pele.

A Defesa Civil de Cuiabá enviou para a Secretaria Municipal de Educação uma cartilha de recomendações a serem tomadas pelas escolas de Cuiabá enquanto durar o clima seco.  Os professores devem se abster de realizar aulas de educação física e se for absolutamente necessária que seja  somente de manhã . Foi recomendado ainda  não deixar as crianças brincarem em áreas desprotegidas do sol, incentivar os alunos a beberem bastante água.

Caso haja irritação nos olhos ou nas narinas, é recomendável procurar um médico. Os ambientes devem ser umidificados com vaporizadores, toalhas molhadas e recipientes com água. Os cuidados devem ser intensificados porque o clima seco favorece o agravamento de doenças respiratórias, pode causar tosse e irritação na garganta e nos olhos, favorecer o aparecimento de viroses e de doenças de pele.

Comente esta notícia