Cuiabá, 27 de Novembro de 2022
logo

30 de Dezembro de 2016, 18h:00 - A | A

POLÍTICA / ANÁLISE DO SECRETARIADO

Falta credibilidade e sobram vícios de passado no staff de Emanuel

João Edisom e Onofre Ribeiro analisaram os nomes apresentados pelo futuro prefeito; para Onofre falou mais alto a inexperiência. Já Edisom foi mais duro; “não sei como vai capitanear"

FRANCISCO BORGES
DA REDAÇÃO



O anúncio dos últimos cinco nomes que fecharam as 18 secretarias da futura administração do prefeito eleito Emanuel Pinheiro (PMDB) foi considerada “tiro no pé” e “experimental” por dois analistas políticos consultados, nesta sexta-feira (30), pelo .

"Não quero fulanizar, mas tem um grupo de secretários que já foram experimentados em outras gestões e não funcionaram, tanto na esfera estadual quanto na municipal”, disse João Edisom.

O professor e analista político, João Edisom considerou que ao menos 60% dos 18 titulares do 1º escalão como pessoas “comprometidas”, “que já foram testadas antes e que tiveram que deixar o staff por incompetência”.

“Eu acho muito estranho algumas pessoas, que não importa em qual governo esteja, sempre estão como secretários e em todos os governos que passaram foram ruins e mesmo assim conseguem outra vez serem secretários. Não sei qual a mágica. E o Emanuel conseguiu reunir parte do secretariado dele com esse pessoal. Não quero fulanizar, mas tem um grupo de secretários que já foram experimentados em outras gestões e não funcionaram, tanto na esfera estadual quanto na municipal”, disse à reportagem.

Para ele, a máxima dita por Emanuel, durante toda a campanha, de que “não governava com cabresto” não foi aplicada na escolha do staff.

“Não sei como ele vai fazer para capitanear isso, pois fulano de tal é ligado a tal partido e sicrano e ligado aquele outro grupo. A escolha também foi por conta das alianças que mais servem como uma corda no pescoço. A melhor parte do grupo dele, ligada ao seu vice, não está sendo aproveitada. Quem tem uma pessoa igual Osvaldo Sobrinho ao seu lado deveria aproveitar melhor. Me parece que ele aproveitou a parte mais maléfica do grupo do que a parte boa”, criticou Edisom.

“Daqui uns seis meses ele [Pinheiro] vai colocar na balança para ver quem está fazendo e quem não”, opinou.

Já o analista Onofre Ribeiro argumentou que a escolha dos nomes para o staff foi “por pura inexperiência” em gestão do Executivo.

Em sua avaliação, o grupo montado, pelo peemedebista, não passa de um staff experimental.

Onofre não desqualificou ninguém, mas salientou que nenhum nome "de peso" e nenhuma personalidade experiente foi chamada. De acordo com ele, o fato pode fazer com que Emanuel altere seu staff em pouco tempo.

“Daqui uns seis meses ele [Pinheiro] vai colocar na balança para ver quem está fazendo e quem não”, opinou.

“Você não tem nenhum nome extraordinariamente brilhante e não tem nenhum nome que podemos ter restrições. Por isso que eu digo que é experimental. A exemplo do governador [Pedro Taques- PSDB] que lançou um secretariado técnico e hoje teve que trocar quase todos. Não sei se o staff político que ele defende vai se sustentar especialmente com alguns desse nomes, que já passaram por outras administrações e ficaram comprovados alguns ‘vícios’ que não deram certo”, argumentou.

Para o analista é preciso mesclar os perfis para conseguir bom resultado.

“Só político não funciona e só técnico não funciona também. Necessita ter uma mistura”, disse Onofre salientando que Emanuel usou o que tinha à mão e o que fora ofertado por ele através das alianças.

No final da manhã desta sexta-feira 30, Emanuel Pinheiro confirmou os nomes dos titulares da Secretaria de Saúde de Cuiabá, da Secretaria Municipal da Ordem Pública, da Secretaria de Planejamento, Secretaria de Cultura e a pasta de Serviços Urbanos. Os outros 13 nomes o peemedebista já havia anunciado.

Leia mais

Emanuel anuncia cinco novos nomes e fecha secretariado; veja lista

Comente esta notícia

OZELITO JOSETTI DE OLIVEIRA 31/12/2016

É triste! Mais fazer o que!Foi o povo que escolheu! Temos que esperar mais 4 anos! Não vejo nada de bom,vindo do PMDB!Tenho certeza que quem vai mandar é o velho cacique CARLOS BEZERRA!Agora só nós resta esperar!Tomara que eu esteja errado!

Mteus 31/12/2016

O EP tem que tomar cuidado nestas escolha de seus assessores secretariados. Antes de fazer as nomeações, verifica lá no TJ, e no fórum de Cuiabá, se estes nomes aí pretendidos, não tem um passado meio duvidoso lá na justiça. Caldo de galinha e prudencia não faz mal a ninguém.Chega de escândalos na politica pois, não custa nada dar uma checada se são todos ficha limpa ou poderá ter ficha suja.

2 comentários

1 de 1