Cuiabá, 31 de Janeiro de 2023
logo

15 de Dezembro de 2014, 09h:46 - A | A

POLÍCIA / VIROU ROTINA

Mulher é presa tentando levar R$ 7 mil e comprimidos ao marido na PCE

A prisão dela ocorreu neste domingo (14), quando a criminosa tentava entrar no presídio, para visitar o marido, Edson Ribeiro da Silva, preso por tráfico de drogas.

JOÃO RIBEIRO
DA REDAÇÃO



Cristiane Gonçalves Fernandes, de 28 anos, foi presa com R$ 7,250 e vários comprimidos na calcinha, na Penitenciária Central do Estado (antigo Pascoal Ramos). A prisão dela ocorreu neste domingo (14), quando a suspeita tentava entrar no presídio, para visitar o marido, Edson Ribeiro da Silva, preso por tráfico de drogas.

Segundo informações do Boletim de Ocorrência (B.O), durante a revista, a mulher apresentou nervosismo.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Com isso, ela foi levada a uma sala, para ser revistada minuciosamente, por um agente prisional do sexo feminino.

Na revista, a agente encontrou o montante e os comprimidos na calcinha de Cristiane.

A suspeita não soube dizer a procedência do dinheiro e nem o que seria a substância das pílulas, mas confessou que os produtos seriam entregues ao marido.

As pilulas foram levadas a Perícia Oficial de Identificação Técnica (Politec) para descobrir que tipo de substância contém. 

Em seguida, ela foi levada a Central de Flagrantes e depois encaminhada ao presídio feminino Ana Maria do Couto May.

Reprodução

pascoal ramos

PCE é considerado de segurança máxima.

 

VIROU ROTINA

No dia 10 deste mês, agentes da PCE prenderam quatro mulheres com drogas. Elas iriam levar a carga criminosa aos maridos.

Encaminhadas à Central de Flagrantes, elas confessaram que são usuárias e que estavam levando o entorpecente para usar junto com os ‘companheiros’, em uma ‘festinha’, dentro da unidade prisional.

Segundo informações da Polícia Civil, Kátia Regina Almeida Araújo, de 43 anos, Ivana Guarim de Araújo, de 23 anos, Yolanda Ribeiro do Espírito Santo, de 28 anos e Maria Luiza Alves de Barros, de 49 anos, estavam passando pela revista do agente penitenciário, com o auxílio de um detector de metal, quando a equipe de fiscalização percebeu o nervosismo das mulheres. As quatro também estavam com um volume na roupa.

Diante da suspeita, elas foram levadas para outra sala, onde passaram por uma revista íntima manual, feita por uma agente. 

Foram encontrados 158 gramas de cocaína com Yolanda, 290g com Ivana, 390g com Maria e 160g com Kátia.

Comente esta notícia