facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 23 de Junho de 2024
23 de Junho de 2024

20 de Dezembro de 2022, 19h:30 - A | A

POLÍCIA / TRAGÉDIA FAMILIAR

Mulher é assassinada a tiros após briga por herança

Sabrina Tavares de Almeida foi assassinada pelo ex-cunhado que não se conformava que ela tivesse ficado com a casa onde vivia com o marido

CIDADE ALERTA
R7



O Cidade Alerta acompanha o caso de Sabrina Tavares de Almeida, que foi morta pelo ex-cunhado dentro de sua casa em Belford Roxo, no Rio de Janeiro. O marido da vítima era um policial militar que foi morto em 2016 e, conforme investigação, Matheus da Silva Osório Ferreira não aceitava que a cunhada tivesse ficado com a casa onde ela vivia com o companheiro. Também há suspeita de que a família do PM tinha interesse na pensão alimentícia que a mulher recebia do governo.

Matheus da Silva Osório Ferreira chegou à delegacia de homicídios algemado e conduzido por uma policial. O rapaz matou a ex-cunhada e tentou matar a mãe dela durante a madrugada, na casa onde elas moravam.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Sabrina Tavares de Almeida foi assassinada com seis tiros dentro de casa e estava dormindo quando o crime aconteceu. No local ainda havia uma uma menina de 2 anos, que presenciou tudo.

Apesar de ter se fingido de morta, a mãe de Sabrina não conseguiu identificar Matheus, que usava capuz e luvas na noite do crime. Leia mais em R7

Comente esta notícia