facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 18 de Julho de 2024
18 de Julho de 2024

12 de Novembro de 2017, 18h:53 - A | A

POLÍCIA / LEGÍTIMA DEFESA

Juiz de VG manda soltar morador de Poconé que matou bandido durante assalto

O cidadão foi solto sem medida restritiva. Ele havia sido preso em flagrante após matar um bandido que assaltava sua casa.

CAMILA PAULINO
DA REDAÇÃO



O  juiz José Luís Leite Lindote, do Fórum de Várzea Grande, concedeu liberdade ao morador de Poconé, que foi preso após atirar e matar um bandido durante um assalto em sua casa, no sábado (11).

A decisão ocorreu em audiencia de custódia, na tarde deste domingo (12). O juiz entendeu que o cidadão agiu em legítima defesa e não impôs nenhuma medida restritiva.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

O morador de Poconé ainda pode responder por homicídio, depende do entendimento do Ministério Público.

Um policial de Pocone, que atendeu a ocorrencia, afirmou ao , que o cidadão que atirou no bandido possui autorização para posse de arma e o revólver utilizado por ele é registrado pela Polícia Federal. A arma foi apreendida.

O caso

Dois criminosos armados invadiram a residência localizada no bairro João Godofredo, por volta de 8h da manhã deste sábado, quando o portão foi aberto por um prestador de serviço que iria limpar a piscina.

O morador disse em depoimento que estava dormindo quando ouviu a mulher dele gritando e alertando sobre a invasão dos assaltantes, que teriam feito ela e o filho do casal como reféns.

Quando os bandidos abriram a porta do quarto, onde o dono da casa estava, ele atirou contra eles e atingiu no peito o assaltante Patrick de Oliveira Spinard, de 19 anos, que estava armado e após ser atingido caiu na piscina da casa e morreu. O outro assaltante conseguiu escapar e ainda está foragido.

A equipe da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) e da Polícia Civil estiveram no local para coletar dados e iniciar as investigações sobre o caso.

O criminoso que morreu era morador do Bairro São Mateus, em Várzea Grande. A arma que estava em posse dele foi encontrada na piscina e coletada pela Polícia Civil.

 

Leia mais

Morador que reagiu a assalto e matou bandido é preso por homicídio

Morador reage a assalto e atira em bandido que morre em piscina

Comente esta notícia

Johnny cruz 13/11/2017

Parabéns o Brasil precisa de mais juiz como esse que não inverta os valores

positivo
0
negativo
0

Gilnei Carvalho 13/11/2017

Agora que o cidadao esta com sua arma aprendida ele sera protegido pelas autoridades? Ou o bandido que fugiu recebeu autorizacao do estado para matar o cidadao agora desarmado?

positivo
0
negativo
0

Gustavo 13/11/2017

Parabéns para esse Juiz o Brasil precisa de mais Juízes assim.

positivo
0
negativo
0

Emerajal Torres 13/11/2017

Muitíssimo despreparado o Delegado que autuou em flagrante aquele cidadão. Com certeza ele desconhece o Instituto da apresentação espontânea contemplada no CPP. Infelizmente existem DELEGADOS e delegados.

positivo
0
negativo
0

RSilva 13/11/2017

Ainda bem q tinha um juiz justo pelo caminho, senão!

positivo
0
negativo
0

JULIO CESAR TOZI 13/11/2017

Esse cidadão não deveria nem ter sido detido. Falta de bom senso do delegado que devia considerar de início a legítima defesa. Até porque, era impossível exigir outra atitude de um pai de família, senão a defender a si e seus familiares. Por sorte o juiz tem a cabeça no lugar e percebeu tamanha injustiça.

positivo
0
negativo
0

FaustoRM 13/11/2017

Infelizmente não se trata da polícia!. Antes de ser legítima defesa é homicídio!.. O policial não prende, ele apresentou a ocorrência e o delegado infelizmente seguiu a legislação, prendeu em flagrante... Por bem o juiz soltou, muito bem, parabéns!. Não estou fazendo propaganda política... Quando o Bolsonaro fala de excludente de ilicitude é isso... O cidadão responde mas não é punido.., sendo que nesse caso, esta pessoa de bem, ainda pode ser julgada e condenada...

positivo
0
negativo
0

SALAS 13/11/2017

COM TANTAS BARBARIDADES QUE TENHO VISTO ACONTECEREM ULTIMAMENTE, SEJA POLÍTICOS ROUBANDO E LEGISLANDO EM CAUSA PRÓPRIA, SEJA A JUSTIÇA FAZENDO VISTAS GROSSAS, SEJA O GOVERNO SE APODERANDO DOS NOSSOS IMPOSTOS...E PELO MENOS UMA NOTICIA BOA E JUSTA, UM JUIZ QUE ENXERGA E JULGA COM O OLHAR DO POVO, PARABÉNS PELA ATITUDE ACERTADA.

positivo
0
negativo
0

Pedro Luiz 13/11/2017

Os soldados nazistas também cumpriam a lei. É preciso pensar se a lei é justa correta. No estado nazista haviam leis absurdas como as nossas em relação a autodefesa.

positivo
0
negativo
0

Marcelo 13/11/2017

Perfeito a atitude deste juiz...sem inversão de valores o bandido foi quem morreu e não quem defendeu seus familares...

positivo
0
negativo
0

15 comentários

1 de 2
Última