facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 25 de Maio de 2024
25 de Maio de 2024

29 de Dezembro de 2010, 08h:07 - A | A

POLÍCIA /

Garoto de 13 anos comandou assalto com reféns na Capital



ADILSON ROSA
DIÁRIO DE CUIABÁ

O assalto a uma casa no jardim Primavera, em Cuiabá, foi chefiado por um adolescente de 13 anos que está no mundo do crime desde os 10.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

No assalto, 14 pessoas foram feitas reféns e o garoto, armado com um revólver calibre 38, ameaçava atirar a todo momento. Ele agiu em companhia de dois rapazes. Vários pertences foram roubados. Além do garoto, policiais militares prenderam Maikon Douglas de Oliveira Bastos, de 19. O terceiro envolvido conseguiu fugir.

Durante o assalto, o garoto percebeu a presença dos policiais e fez a proprietária como escudo humano. Saiu na porta agarrando-a pelo pescoço e apontando um revólver para a cabeça dela. Ao ver os PMs, recuou e um dos policiais, aproveitando o vacilo do garoto, atirou no pé dele, ferindo-o. O infrator, então, jogou o revólver e se entregou.

Na delegacia de polícia, o adolescente relatou que não sabe atirar, mas não pensaria duas vezes caso precisasse apertar o gatilho. Para as vítimas, seria uma tragédia, uma vez que havia 14 pessoas trancadas num quarto - além de familiares do proprietário da casa, tinha funcionários de uma empresa de eventos que foram buscar as tendas da festa de natal realizada no quintal.

Segundo a proprietária, a invasão aconteceu instantes após ela abrir o portão para os funcionários da empresa de eventos. "Os funcionários foram buscar a tenda e alguns objetos que faltava levar. Então, fui para o escritório. Nisso, os bandidos aproveitaram e entraram", explicou.

Os ladrões renderam os trabalhadores, que foram obrigados a entrar na casa. Em seguida, renderam também os moradores. Nesse ínterim, uma irmã e duas sobrinhas da proprietária correram para os fundos e acionaram a Polícia Militar. Minutos depois, os ladrões perceberam a presença delas e as renderam também.

Não demorou muito e policiais militares chegaram a cercaram a casa. Um dos assaltantes correu pelos fundos e conseguiu fugir. Assim que viu os PMs, o garoto ameaçou atirar nos reféns. Ele chegou a sair com a proprietária da casa, mas baleado no pé por um dos policiais, entregou-se.

O adolescente disse que estava em companhia de Maiquinho e Marcos. Os policiais foram até a casa de Maikon Douglas, onde localizaram uma mochila com vários pertences levados das vítimas - câmera digital, jóias e binóculos. Maikon negou ter participado do assalto. Alegou que estivera dormindo a tarde toda.

 

Comente esta notícia