facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 22 de Julho de 2024
22 de Julho de 2024

05 de Dezembro de 2017, 09h:39 - A | A

POLÍCIA / INSEGURANÇA

Criminosos arrombam escritório da Casa Prado para roubar R$ 22 mil

De acordo com o boletim de ocorrência, por volta de 4h a PM foi acionada. O segurança da empresa já havia conseguido deter dois criminosos dentro da loja e avisou aos militares que um terceiro fugiu do local.

CAMILA PAULINO
DA REDAÇÃO



A Polícia Militar (PM) prendeu dois assaltantes que invadiram e tentaram furtar dinheiro, cheques e aparelhos eletrônicos do escritório da loja Casa Prado, localizado na Avenida Filinto Muller, no bairro Quilombo, em Cuiabá, na madrugada desta terça-feira (04). Um outro criminoso conseguiu fugir.

De acordo com o boletim de ocorrência, por volta de 4h a PM foi acionada. O segurança da empresa já havia conseguido deter dois criminosos dentro da loja e avisou aos militares que um terceiro fugiu do local.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

O funcionário da empresa explicou que uma testemunha escutou o alarme disparado e acionou a equipe de segurança. Quando ele chegou ao local, constatou que a porta estava arrombada e a empresa revirada. Diante disso, imediatamente acionou a PM.

Ao perceber a presença dos seguranças, um dos criminosos, descrito como magro, moreno, careca, que trajava camiseta preta e usava óculos escuros, fugiu do local portando uma mochila preta.

Outros dois estavam escondidos no corredor da empresa e foram detidos.

Os criminosos haviam separado diversos equipamentos eletrônicos, entre eles notebooks, televisores, câmera fotográfica, celulares, além de R$ 22,8 mil.

O gerente da empresa foi ao local e disse que desconfia que o criminoso que fugiu tenha furtado cheques de clientes e das lojas.

Os criminosos detidos foram levados à Central de Flagrantes. O terceiro não foi encontrado pelos policiais.

O caso passa a ser investigado pela Polícia Civil da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (DERF). 

Comente esta notícia