Cuiabá, 03 de Fevereiro de 2023
logo

27 de Novembro de 2014, 17h:45 - A | A

POLÍCIA / FRAUDE MILIONÁRIA

Após comprar lotes irregulares, irmãos de Geller os colocavam em nomes de ‘laranjas’

Com mandados de prisão preventiva expedido contra eles, irmãos devem se apresentar ainda hoje (27), na PF.

JOÃO RIBEIRO
DA REDAÇÃO



Odair e Milton Geller, irmãos do Ministro da Agricultura, Neri Geller, eram donos de 15 lotes dos assentamentos Itanhagá/ Tapurah. No entanto, os terrenos estavam registrados em nomes de laranjas, sobrinhos, tios e até funcionários.

As compras dessas terras da União, distribuídas pela Reforma Agrária, estão sendo investigadas na Operação ‘Terra Prometida’, desencadeada pela Polícia Federal, na manhã desta quinta-feira (27).

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Com isso, a Justiça Federal expediu o mandado de prisão preventiva contra os dois que ainda não se apresentaram. Mas segundo os advogados, devem se entregar espontaneamente ainda hoje (27).

Em entrevista coletiva à imprensa, o delegado Hércules Ferreiras Sodré explicou que Odair e Milton fazem parte de um esquema criminoso, que aliciava os proprietários dessas terras, desde 1997.

Hércules explicou que na maioria das vezes, esses latifundiários aproveitavam das famílias proprietárias que eram de baixa renda, para comprar os lotes em valores abaixo do mercado. No entanto, caso os donos dos lotes se recusassem a vendê-los, eram ameaçados de morte.

“Após comprar esse lote, que tinha no mínimo 100 hectares e o valor real girava em torno do R$ 1 milhão, esses latifundiários colocavam terras em nome de ‘laranjas’ e a desmatavam totalmente para plantar”, destacou.

Segundo o delegado, o loteamento era visado pelo grupo, porque a terra era produtiva, além do terreno ser plano, ajudando no plantio.

Já que a venda do lote era proibida, os integrantes de grupo criminoso usavam integrantes do Sindicato Rural de Itanhangá e servidores do Incra do município de Diamantino, para forjar a documentação, fiscalização e passar o terreno para o nome dos laranjas.

Por isso, como os lotes estavam em nomes de laranjas, os ‘verdadeiros’ donos nunca eram multados pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama), já que após ‘comprar’ o terreno era totalmente desmatado, caracterizando o crime ambiental.

O ESQUEMA

Segundo Hércules, dos 1149 lotes da União, 1000 já estavam nas ‘mãos’ de grandes latifundiários, participantes desse esquema criminoso.

Grupo era formado por quatro núcleos, um que garantiam as ‘posses’, o outro a legalização das terras no Incra. Já o terceiro era os das famílias beneficiadas.

A PF DIVULGOU O NOME DOS ENVOLVIDOS, CONFIRA

1º GRUPO É FORMADO POR POLÍTICOS

- Natal Aparecido Deliberai
- Elio  Faquinello
- Eder Faquinello
- Jesus Valdomiro
- Oliva Antônio Silva Braga
- Gustavo  Dassoler
- Bento Sangioto
- Wanderley Pastro
- Marino  José Franz
- Silvestre Kaminski
- Donizete Casavechia
- Delfino Casavechia
- Antônio Ad Mattei

- Rui Schenkel

SERVIDORES DO INCRA

- Auro Custódio da Silva
- Jorge Fonseca 
- Antônio Alves Nogueira (Toninho do Incra) 
- Genuíno Soriano

SINDICALISTAS

- Hildo da Lapria
- Ivete Painstain
- Bento Sangioto
- Luciano Pedo da Silva

NUCLEO FAMILIAR 

-Vessari
- Mendes
- Loddi
- Fortes
-Zangrandi
-Bach
- Geller
- Danicolo 
- Casavechia

Comente esta notícia

Augusto 27/11/2014

Atenção equipe de Transição do governador eleito... A SEDRAF emprega 200 servidores... ALERTO que apenas 6 são de carreiras... Compromisso com o ERARIO PÚBLICO somente esses o resto SÃO CABOS ELEITORAIS de deputados... ISSO É UM ABSURDO! 200 cargos comissionados... E tem muito mais nas VINCULADAS : INDEA, INTERMAT e EMPAER. Que o Sr. Pedro Taques EXIJA que todas as informações sejam repassadas a equipe de Transição de VERDADE... Contrato de imoveis, aluguéis de veículos, combustíveis, pagamento de DIÁRIAS, equipamento de TI, termos ADITIVOS sendo assinados. LEMBRE-SE que todos os presidentes e o atual secretario foram indicados pelo PSD desde a época do MAGGI. Nós SERVIDORES DE CARREIRA QUEREMOS E ESPERAMOS MUDANÇAS DESSES GESTORES! Principalmente na SEDRAF e INDEA.

Augusto 27/11/2014

Atenção equipe de Transição do governador eleito... A SEDRAF emprega 200 servidores... ALERTO que apenas 6 são de carreiras... Compromisso com o ERARIO PÚBLICO somente esses o resto SÃO CABOS ELEITORAIS de deputados... ISSO É UM ABSURDO! 200 cargos comissionados... E tem muito mais nas VINCULADAS : INDEA, INTERMAT e EMPAER. Que o Sr. Pedro Taques EXIJA que todas as informações sejam repassadas a equipe de Transição de VERDADE... Contrato de imoveis, aluguéis de veículos, combustíveis, pagamento de DIÁRIAS, equipamento de TI, termos ADITIVOS sendo assinados. LEMBRE-SE que todos os presidentes e o atual secretario foram indicados pelo PSD desde a época do MAGGI. Nós SERVIDORES DE CARREIRA QUEREMOS E ESPERAMOS MUDANÇAS DESSES GESTORES! Principalmente na SEDRAF e INDEA.

2 comentários

1 de 1