facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 19 de Junho de 2024
19 de Junho de 2024

15 de Novembro de 2022, 10h:53 - A | A

PODERES / "TEM QUE NOS RESPEITAR"

Para Mauro, ameaças de embargo são "balela": Sem o Brasil, preço dos alimentos dobra

O governador defendeu que a política de preservação ambiental precisa continuar aliada ao desenvolvimento do povo que vive na região

DAFFINY DELGADO
DO REPÓRTER MT



Em discurso na 27ª Conferência da ONU sobre Mudanças Climáticas (COP 27), nesta segunda-feira (14), o governador Mauro Mendes (União Brasil) subiu o tom em relação Às “ameaças de embargos” que o Brasil recebe por supostos desmatamentos e queimadas ilegais que acontecem na região Amazônica.

"Queremos que parem de nos ameaçar com embargos, porque isso é 'balela'. Sem o Brasil como player mundial em fornecimento de alimentos, o preço dobra em grande parte do planeta", declarou.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Durante fala realizada no estande dos governadores que compõem o Consórcio da Amazônia Legal, Mauro afirmou que os brasileiros querem ser tratados com respeito pela importância econômica que têm.

"Queremos ser respeitados por aquilo que somos, pelos grandes ativos ambientais que temos na região amazônica do nosso país", afirmou.

Mauro defendeu ainda que a política de preservação ambiental precisa continuar aliada ao desenvolvimento do povo que vive na região.

Atualmente, Mato Grosso mantém 62% de seu território inteiramente preservado, mesmo sendo o principal produtor de commodities do país.

O Estado é líder na produção de soja, milho, algodão e biodiesel e carne bovina. Somente o que Mato Grosso já reduziu em emissões de carbono desde 2004 (3,5 gigatons) tem valor estimado de R$ 173 bilhões no mercado de carbono, mesmo com o aumento da produção.

No bioma amazônico, o desmatamento foi reduzido em 85% nos últimos 20 anos.

Comente esta notícia

José Xavier 16/11/2022

Concordo com Benedito das Costa. Brasil não sabe valorizar os produtos que tem para o exterior. E falo mais, Mauro Mendes para presidente e não Bolso nada, se for para escolher alguém da direita que seja um que saiba falar.

positivo
0
negativo
0

Benedito da costa 16/11/2022

MM não é bem assim! O Brasil ainda é o 3° maior produtor mundial. Portanto quem dobra preço é Estados Unidos, China, Rússia, Países produtores de.Petroleos. O Brasil.nao sabe a.potenxia que tem e não sabe da preços no seu produto e nem sabe valorizar a Amazônia para o mundo.

positivo
0
negativo
0

2 comentários

1 de 1