Cuiabá, 12 de Agosto de 2022
logo

28 de Dezembro de 2017, 07h:30 - A | A

PODERES / APOSTA DA VEZ

DEM conta com filiação de Mauro Mendes e fortes nomes nas eleições de 2018

De acordo com o deputado Eduardo Botelho, o líder do Democratas, ex-senador Jayme Campos garantiu não existir nenhuma restrição à chegada do ex-prefeito.

CAROL SANFORD
DA REDAÇÃO



O presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (PSB) revelou que o ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes (PSB), deve deixar a atual sigla e migrar para o Democratas, que incluindo o dele, projeta lançar fortes nomes para as eleições em 2018. 

“O Jayme disse a ele que o DEM apoiaria qualquer projeto que tivesse, sem qualquer restrição. Acredito que Mauro Mendes vá para o DEM, mas ainda aguardamos essa definição da parte dele”, disse.

“Vou defender a continuidade no bloco do Governo e a reeleição de Pedro Taques, mas teremos um partido muito forte, principalmente, porque o ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes, também deve se filiar no DEM. Então, acredito que devemos ter um nome na disputa ao Senado, por exemplo”, declarou Botelho em entrevista ao programa SBT Comunidade, nesta quarta-feira (27).

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

>>> Receba notícias no Telegram e fique bem informado

Botelho afirmou estar contando com a filiação de Mauro Mendes no Democratas, uma vez que o principal líder da sigla, o atual secretário de Assuntos Estratégicos de Várzea Grande, Jayme Campos garantiu não existir nenhuma restrição à chegada do ex-prefeito.

“O Jayme disse a ele que o DEM apoiaria qualquer projeto que tivesse, sem qualquer restrição. Acredito que Mauro Mendes vá para o DEM, mas ainda aguardamos essa definição da parte dele”, disse.

O parlamentar reforçou ainda que Jayme seria o melhor nome para a disputa ao Senado, na chapa de Taques, mas tudo deve ser analisado pelos demais aliados.

“Jayme é um grande líder político e a grande maioria gostaria de vê-lo junto com Taques em um projeto majoritário. É um grande nome ao Senado e defendo o nome dele”, concluiu Botelho.

O chefe do Legislativo planeja deixar o PSB desde que a direção nacional nomeou o deputado federal Valtenir Pereira para a presidência estadual da sigla. O deputado está negociando e deve se desfiliar do partido em janeiro.

Já deixaram o PSB, os deputados federais Adilton Sachetti e Fábio Garcia e além de Botelho, devem migrar para outras legendas, os deputados estaduais: Mauro Savi, Oscar Bezerra, Adriano Silva e Max Russi, atualmente secretário da Casa Civil.

Comente esta notícia