Cuiabá, 09 de Agosto de 2022
logo

14 de Dezembro de 2017, 10h:00 - A | A

PODERES / DISPUTA INTERNA

Botelho diz que com seis 'craques' grupo de Taques pode sofrer 'racha'

O presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho defendeu que a disputa interna seja definida através de pesquisa eleitoral, uma vez que existem seis pretensos candidatos e apenas quatro vagas na chapa majoritária.

CAROL SANFORD
DA REDAÇÃO



O presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (PSB) apontou que a grande dificuldade de manutenção do grupo aliado ao governador Pedro Taques (PSBD) está na acomodação dos candidatos às vagas majoritárias, nas eleições de 2018.

“O problema do grupo é de que temos seis ‘craques’, Blairo Maggi, Pedro Taques, Mauro Mendes, Jayme Campos, Nilson Leitão e Carlos Fávaro. Mas são apenas quatro vagas e dois vão ter que ficar de fora. Acomodar todo mundo no grupo vai ser a dificuldade”, disse Botelho.

Ele defendeu que a disputa interna seja definida através de pesquisa eleitoral, uma vez que existem seis pretensos candidatos e apenas quatro vagas na chapa majoritária, governador, vice-governador e duas ao Senado.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

>>> Receba notícias no Telegram e fique bem informado

“O problema do grupo é de que temos seis ‘craques’, Blairo Maggi, Pedro Taques, Mauro Mendes, Jayme Campos, Nilson Leitão e Carlos Fávaro. Mas são apenas quatro vagas e dois vão ter que ficar de fora. Acomodar todo mundo no grupo vai ser a dificuldade”, disse Botelho, em entrevista para a Rádio Capital FM, nesta quinta-feira (14).

Para o chefe do Legislativo, uma pesquisa ajudaria a definir os nomes melhores colocados para a disputa eleitoral em cada vaga.

“Até o momento, as pesquisas mostram que o governador Pedro Taques está na frente dos demais em intenção de votos e acredito que a entrega de obras no próximo ano, além da chegada dos novos recursos devem melhorar a imagem dele. Então, acho que o melhor ainda é a união em torno da reeleição do governador”, comentou ele.

Os novos recursos citados pelo parlamentar são oriundos de emenda federal, em que serão R$ 100 milhões para a Saúde, além dos R$ 496 milhões do Fundo de Auxílio de Fomento às Exportações (FEX), aprovado pelo Congresso Nacional e que deve ser liberado ainda esta semana pelo Governo Federal.

Botelho pontuou que com esses recursos o cenário político também deve melhorar para Taques. Ele criticou os partidos que já discutem uma possível saída da base aliada.

“A política é assim, têm montes de grupos que só querem ganhar e aí vem um vendaval e já querem pular do barco. Mas não é assim que a coisa funciona e acho que o cenário vai melhorar. Vamos tratar melhor dessa questão na hora certa, no ano que vem”, concluiu o presidente da Assembleia.

Comente esta notícia

maria elizabeth 14/12/2017

craques de que? só se for de processos e denuncias na justiça por corrupção. o povo se cansou dessas velhas raposas da politica, que nada deu em troca para o povo que lhes outorgou mandato ao longo desses anos. o povo quer mudança, e quem duvida é só aguardar as próximas eleições, irão se surpreender.

1 comentários

1 de 1