facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 17 de Julho de 2024
17 de Julho de 2024

21 de Setembro de 2017, 11h:14 - A | A

PAPO RETO / EM RODAS DE CONVERSA

'Perri propaga em várias vozes que vai prender mais dois secretários', diz Taques

DA REDAÇÃO



O governador Pedro Taques (PSDB) afirmou em coletiva na noite desta quarta-feira (20) que o desembargador Orlando Perri já havia comentado “em rodas de conversa” que prenderia mais três secretários de Estado nos próximos dias.

Perri determinou o afastamento do secretário de Segurança Pública, Rogers Jarbas, sob o argumento de que ele estaria atrapalhando a investigação sobre interceptações telefônicas ilegais em Mato Grosso.

 

“Fomos apanhados de surpresa com essa decisão cautelar do senhor Orlando Perri que determina o afastamento do secretário Rogers. Surpresa entre aspas, porque isso já era propagandeado em várias vozes, em rodas de conversas, inclusive pelo senhor Orlando Perri. Ele já disse, inclusive, que irá prender mais dois secretários do nosso Governo, em rodas, em festas”, diz o governador.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Comente esta notícia

Davi 21/09/2017

O desembargador fundamentou muito bem a decisão, não cabe ao Deleado investigar por conta própria promotor de justiça pelo simples fato de ser desafeto do governador, ofendendo o foro por prerrogativa de função, muito menos constranger testemunhas, submetendo a inquirição sem um procedimento instaurado, ao arrepio da lei. Caberia se fosse o caso acionar a corregedoria para que apurasse. Por outro giro, a postura do governador de ataque à decisão judicial pode ser interpretada pelo STF como obstrução da Justiça o que poderia desencadear seu afastamento do cargo. Quanto aos delegados que manifestaram apoio muitos deles empregaram a prática chamada barriga de aluguel e temem que com a queda do secretário possam ser atingidos. A postura do governador é controversa já que sempre apoiou o estardalhaço da juíza Selma no caso Silval.

positivo
0
negativo
0

1 comentários

1 de 1