Cuiabá, 02 de Outubro de 2022
logo

26 de Novembro de 2013, 09h:10 - A | A

OBRAS DA COPA / ESTÁDIOS ATRASADOS

Ingleses criticam sedes de Manaus e Cuiabá

Segundo a BBC Cuiabá vive \"situação ainda mais crítica\"

TERRA
DA REDAÇÃO



Com a data-limite da Fifa para a entrega dos estádios da Copa do Mundo de 2014 se aproximando com o final do ano, a rede inglesa BBC fez eco às preocupações da entidade quando ao cumprimento dos prazos das cidades brasileiras. Duas sedes em particular sofreram mais críticas: Manaus e Cuiabá.

Para os britânicos, a capital amazonense sofre por conta do clima equatorial, com chuvas constantes que impedem a obra de funcionar 24h por dia. Além disso, o projeto seria "complexo", com estruturas metálicas em torno da arena que lembram o Ninho do Pássaro, estádio da Olimpíada de Pequim 2008. Outra crítica foi o fato de que o Nacional-AM, time local, raramente atrai "mais de 3 mil torcedores" aos seus jogos.

Já Cuiabá vive "situação ainda mais crítica", segundo a BBC. Com as obras bastante atrasadas, o estádio não tem gramado, assentos ou cobertura, e "ainda não tem condição de receber Steven Gerrard ou nenhum outro capitão de seleção", nas palavras dos ingleses, que criticaram os "estádios feitos com dinheiro público em partes remotas do Brasil".

O texto também afirma que o Brasil pode ter "mordido mais do que pode mastigar" ao decidir por 12 cidade-sede, ao invés do mínimo de oito exigido pela Fifa. Por fim, destaca os protestos contra a Copa do Mundo realizados no País, outra preocupação da entidade máxima do futebol mundial para o torneio do ano que vem.

Comente esta notícia